Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma nota sobre muçulmanos

por Sarin, em 11.10.18

Da China chegam notícias ocasionais. Um negócio aqui, outro ali... mas da sociedade, nada.

 

E enquanto nada chega, vou lendo por quem conhece que a China está a dar a mão a África. E está a deitar a mão a África, também. Estratégia de uns, necessidade de outros, e tudo vai bem enquanto não se atropelarem.

 

Como atropelam agora em Xinjiang, região chinesa onde vivem os Uigur,  minoria étnica de origem turcomena e de religião muçulmana.

Para que abandonem a religião, são os uigures obrigados a frequentar "centros de treino vocacional", amparados por leis que lhes proíbem os usos e os preceitos, os obrigam a ver a rádio estatal e a frequentar a escola estatal, enfim, a serem chineses como "os outros".

 

No Mianmar também está em curso a aniquilação dos Rohingya, sem descanso dó ou piedade.

 

Da Arábia Saudita chegam notícias de quererem radicalizar o islão moderado que habita África, pressionando e perseguindo.

(Poderá a China, no meio do tal estender/deitar a mão, vir a fazer o mesmo e à semelhança do que faz dentro de fronteiras?)

 

Tento acompanhar tais movimentações, mas as notícias são escassas e as opiniões não abundam... No entanto, parece-me que os muçulmanos não são, como tantos dizem no Ocidente, "os maus da fita".

E... os que estão sob perseguição, muçulmanos ou não, são pessoas. Porquê o silêncio sobre elas?

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 04:29

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.



4 comentários

Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.10.2018 às 01:53

Sarin, asseguro que me ri - é bom rir - dos seus trocadilhos: estender a mão,dar a mão, deitar a mão. Prometo que amanhã venho aqui abrir mão de um pequeno contributo sobre os muçulmanos.Vamos pôr a mão na massa?
Imagem de perfil

De Sarin a 12.10.2018 às 03:51

Desde que lavemos ambas as duas ;)
Imagem de perfil

De júlio farinha a 13.10.2018 às 00:58

Nós não somos como muitos políticos. Nós temos as mão limpas.
Sobre os muçulmanos: eles sofrem com a cobiça de regimes menos impolutos pelos seus recursos energéticos. Aqui para nós, estou esperançado que as reservas de petróleo acabem depressa para que se possam universalizar as energias limpas.Os árabes estão a ser vítimas da sua riqueza que, diga-se, também lá está muito mal distribuída.
Quanto à China, eles têm dois sistemas:um para eles,outro para os outros.
dietribuídaamaldistribuída
Imagem de perfil

De Sarin a 13.10.2018 às 01:23

O meu lavar de mãos foi pela segurança alimentar; nem mãos sujas (quando muito pés sujos, como "canta, canta" António Macedo há muito), nem elogio de Pilatos.

Os muçulmanos sofrem porque são pessoas, e no Ocidente há o hábito de os considerar alvo a abater. Por falta de esclarecimento, confudem todos os muçulmanos com os extremistas, quando quase todos são afinal vítimas dos mesmos que ameaçam o Ocidente ou dos que compram o Ocidente, compras que no fundo são apenas outro tipo de ameaça...

Quando vierem as energias limpas, a fonte de desequilíbrio será outra - espécie estranha esta, em que o instinto de competição parece prevalecer sobre o instinto de sobrevivência...

[a palavra a quem a quer]:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D