Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

Ela, bailarina de odissi, Sujata Mohapatra

A música, tradicional indiana da  região de Orissa, arranjos de Pandit Bhubaneswar Mishra

A coreografia, odissi, de Guru Kelucharan Mohapatra

O quadro, Mangalacharan (Ganesh Vandana) ou Pedido de Bênção ao deus Ganesh (primeira dança do bailarino do templo)

A ocasião, Vídeo produzido pela Invis Multimedia (indiavideo.org)

 

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Elas, Svetlana Zakharova, solistas e bailarinas do corpo de bailado do New National Theatre de Tóquio

Ele, Andrei Uvarov

A coreografia, bailado clássico, de Marius Petipa e Alexsander Gorsky

A música, clássica, Don Quixote de Leon Fyodorovich Minkus (ou Ludwig Minkus) 

O quadro, Grand Pas de Deux

A ocasião, bailado Don Quixote, New National Theatre, 2009 (Tóquio, Japão)

 

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dancemos: Shakespeare sonhando no Verão

porque sonhar não custa e a Primavera está já à porta sem que a possamos abrir

por Sarin, em 18.03.20

Ele e Elas, Hugo Marchand, Muriel Zusperreguy e corpo de bailarinas do Ópera National de Paris

A música, clássica, Sonho de uma noite de Verão, de Felix Mendelssohn Bartholdy

A coreografia, bailado clássico, de George Balanchine

O quadro, (retirado do bailado Sonho de uma noite de Verão) Dança das Borboletas

A ocasião, Apresentação no Teatro Arena, 2017 (Verona, Itália)

 

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dançando com os Jabbawockeez

por Sarin, em 15.03.20

Jabbawockeez

 

Sobre a Dança

Uma miscelânea de estilos quase todos originários do Funky e que entretanto integraram o Hip Hop, como

* Breaking (é errado chamar-lhe Breakdance), que integra quatro tipos de movimentos: toprock, movimentos de pés em postura vertical, downrock, movimentos no chão, power moves, movimentos velozes e acrobáticos, e freezes, momentos em que o corpo congela em posições geralmente exigentes (nascido no início da década de 1970)

* Krumping, cujos movimentos são livres e expressivos, aliados a pintura corporal ou a encenação (apenas ligado ao Hip Hop, surgiu em 1992)

* Locking, de movimentos bruscos subitamente imobilizados, como se toda a energia ficasse encerrada (locked) no corpo (meados da década de 1960)

* Popping, onde os movimentos são ritmados pelos saltos ou empurrões (pop) que o corpo parece sofrer (criado em 1970)

 

Sobre o Grupo (Dance Crew ou, apenas, Crew)

Criado em 2003, foi o vencedor do primeiro MTV Randy Jackson Presents America's Best Dance Crew, em 2008, data a partir da qual ganharam projecção internacional.

Os bailarinos actuam sempre de máscara e luvas brancas, com as quais pretendem guiar a atenção da audiência para os movimentos de grupo e não para os indivíduos que o compõem. Consideram-se uma unidade, e não têm um líder ou um coreógrafo - tudo é definido em conjunto.

O nome naceu do monstro que se passeia pelo poema non sense Jabberwocky, do livro Alice atrás do espelho, de Lewis Carrol. Um poema que, como muitos livros de Carrol, está pejado de neologismos, e talvez o tenham escolhido por simbolizar diversão, diferença e inovação - mas esta é uma suposição minha. Cada um dos elementos do grupo, ou crew, seria assim um Jabberwocky, fazendo da crew um grupo de Jabberwockies. A substituição dos grafemas -er  e -ies pelos mais urbanos e modernos -a e -eez transformou os Jabberwockies em Jabbawockeez.

São poucos os membro da formação original que ainda integram o grupo. Mas continuam a construir os quadros  criativos, atléticos e de sincronização complexa e intrincada que sempre os caracterizou.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma coreografia de Jerome Robbins

ou: Como se treinam os enganos

por Sarin, em 08.12.19

Elas, bailarinas de bailado , membros da Pacific Northwest Ballet 

A música, clássica, Valsa n.º14 em Mi Menor de Frédéric Chopin, interpretada pela Pacific Northwest Ballet Orchestra, com Allen Dameron no piano

A coreografia, clássica, de Jerome Robbins

O quadro, Mistake Waltz

A ocasião, exibição de The Concert (or The perils of everybody) integrado no Jerome Robbins Festival, 2018 (Seattle, EUA). Vídeo de Lindsay Thomas

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D