Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Temperança pela Samadhi Dance

por Sarin, em 31.05.19

 

Eles, bailarinos de jazz, Juliana & Robson (Escola Samadhi Dance)

A coreografia, jazz contemporâneo, de Arthur de Melo Duarte.

A música, pop, Centuries de Brooklyn Duo.

O quadro, Temperança.

A ocasião, espectáculo Vícios & Virtudes (2015, São Paulo, Brasil )

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma praia diferente

por Sarin, em 26.05.19

28E7211D-9988-4FEB-803B-10563E00C93D.jpeg

 

Em 1988 comecei a ver uma série sobre a guerra do Vietnam que não era exactamente sobre esta guerra.

Contava as histórias que, até então, raramente eram focadas, e menos ainda como principais: as das poucas mulheres a quem era permitido estar perto da frente de guerra. Médicas, Enfermeiras, Jornalistas, Animadoras e  Prostitutas.

Trinta anos depois, acredito que não traga grande novidade, mas na década de '80 foi-me revolucionária - nunca tinha visto uma série ou filme de guerra onde as mulheres fossem as protagonistas absolutas. E admirei a coragem de uma dessas personagens em foco ser prostituta - nos EUA chegaram a realizar manifestações contra a exibição da série, esta mesma personagem tida como uma afronta aos bons costumes. Felizmente, os produtores foram mais fortes.

Numa base americana perto de Da Nang, uma enfermeira, uma médica, uma prostituta, uma jornalista e uma cantora fazem amizade e tentam sobreviver a uma guerra pouco convencional numa paisagem tão idílica como sangrenta.

Dana Delany, Concetta Tomei, Marg Helgenberger, Megan Gallagher e Chloe Webb deram corpo a essas personagens, embora a última em poucas cenas. A cantora Laurette Barber brilha em apenas 7 dos 62 episódios onde os dias da Tenente Colleen McMurphy, da Major Lila Garreau e da civil K.C. Kolowski se constroem, mas nem por isso o seu papel é menos importante - afinal, as animadoras contribuíam para animar o moral das tropas, muito especialmente nesta guerra. Também a aviadora com ambições de repórter Wayloo Marie Holmes tem muito menos visibilidade que as outras três. Mas compreende-se, enfermeiras, médicas e prostitutas eram as fundamentais em pleno palco de guerra.

 

Com uma banda sonora genuinamente datada, China Beach trouxe-me durante quatro temporadas as imagens da praia My Khe e uma outra perspectiva sobre a vida em tempo de guerra.

Gostava de a revisitar.

B6EA10E7-ECFF-4AD8-A704-F66759C0CA43.jpeg

 

 

e sim, este postal é mesmo consequência de algo dito no postal de ontem. que tem título de Amanhã mas fala da importância do dia de hoje.

 

imagens da Wikipédia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Flashdance

por Sarin, em 26.05.19

 

 

Ela(s), a bailarina de bailado contemporâneo Marine Jahan (algumas cenas) e a actriz Jennifer Beals.

A coreografia, bailado contemporâneo, de Jeffrey Hornaday.

A música, pop, Flashdance... What a feeling de Giorgio Moroder, cantada por Irene Cara.

A ocasião, filme Flashdance  (Adrian Lyne, 1983 )

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amanhã os ontens e o agora

por Sarin, em 25.05.19

240px-BlueEurozone.svg.png

 

A propósito deste dia chamado de reflexão pensei fazer um postal musical, para ajudar à tal reflexão.

A primeira música que me veio à ideia foi a Reflections, de Diana Ross e as Supreme; e, com ela, aquela magnífica China Beach que não há maneira de voltar às televisões. Quase em simultâneo, lembrei-me da Reflections of my Life, dos Marmalade, e até de Ted Huggens (ou Henk van Lijnschooten) e das suas Reflections of this time me recordei.

Mas não era nada disto que pretendia. Queria uma música mais evocativa, inspiradora - só pelo título seria pouco.

Lembrei-me de ir buscar a música mais tocada nas rádios aquando das nossas primeiras eleições para o Parlamento Europeu, realizadas em 18 de Junho de 1989, a  UE ainda Comunidade Económica Europeia - eleições nas quais não votei por me faltarem pouco mais de seis meses, o que me deixou um bocado chateada na altura e agora. Com este peso na alma ou no que em lugar dela, fui pesquisar a data, mas é preciso azar! A música, I'll be loving you (forever), dos New Kids On the Block, é daquelas musiquinhas de que não gosto, nunca gostei e só não tenho raiva de quem gosta desde que não me faça ouvir tais coisas. Portanto, escrevi a nota histórica e continuei a pensar no que fazer deste postal.

Resolvi então descobrir qual a música mais tocada aquando da assinatura do Tratado de Adesão à CEE, em 12 de Junho de 1985 - ano que foi também o do Tratado de Schengen, aquele que nos permite andar em meia Europa sem passaporte. Saiu-me melhorzita, mas com tanta música boa na época e nesse dia tinham que andar no ar os Tears for Fears e a sua Everybody wants to rule the World? Não que não seja uma música audível, mas não é, como direi, boa - e ainda não era bem isto que pretendia... apesar de a letra ser muito apropriada aos tempos que se vivem.

Por isso, recuei ao dia da candidatura de Portugal à CEE, 28 de Março de 1977... e dei com os ouvidos na You're a rich girl, de Daryll Hall & John Oates. A letra parecia feita de encomenda, país atrasado que estava Portugal e a precisar de investimentos vários! Mas a música... Hall & Oates por Hall & Oates, mais valeria a Maneater,  não sendo o meu tipo de música pelo menos tem cheiro a Flashdance. Mas nenhuma das duas se adequava ao pretendido, e assim continuei a desesperar pelas palavras deste postal...

Já pensava em ir buscar uma música a 1952 e à criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço - ano em que a Emissora Nacional de Radiodifusão, actual Antena 1, faria 17 tenros aninhos. Mas a tal música mais tocada nas rádios lá fora dificilmente seria música tocada cá dentro. Viver em ditadura tinha destas coisas, e estas até eram das mais doces...

E eis que me lembrei de ir espreitar na data do Tratado de Maastricht, aquele que consolidou as bases para a União Europeia. Pois é... a 7 de Fevereiro de 1992 a música mais tocada nas rádios era Don't let the sun go down on me, de Elton John com a participação de George Michael.

Julgo-a perfeita! Espero que percebam porquê.

 

 

 

 

Relembrando que já não há número de eleitor e que as mesas se organizam por ordem alfabética,

Para saber qual a mesa de voto basta enviar uma SMS para o 3838, começando por RE, seguido do número de Cartão de Cidadão e a Data de Nascimento, esta no formato ano mês dia e sem espaço. Assim:

RE CCCCCCCC AAAAMMDD

A resposta é imediata.

 

Imagem retirada da Wikipédia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Postal para postal VI

por Sarin, em 25.05.19

Postal desenvolvido para ser inserido num outro postal, Amanha os ontens e o agora

Se não vem deste, vá para lá sff e volte cá depois. Obrigada :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Postal para postal V

por Sarin, em 25.05.19

Postal desenvolvido para ser inserido num outro postal, Amanha os ontens e o agora

Se não vem deste, vá para lá sff e volte cá depois. Obrigada :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Postal para postal IV

por Sarin, em 25.05.19

Postal desenvolvido para ser inserido num outro postal, Amanha os ontens e o agora

Se não vem deste, vá para lá sff e volte cá depois. Obrigada :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Postal para postal III

por Sarin, em 25.05.19

Postal desenvolvido para ser inserido num outro postal, Amanha os ontens e o agora

Se não vem deste, vá para lá sff e volte cá depois. Obrigada :)

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Postal para postal II

por Sarin, em 25.05.19

Postal desenvolvido para ser inserido num outro postal, Amanha os ontens e o agora

Se não vem deste, vá para lá sff e volte cá depois. Obrigada :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Postal para postal I

por Sarin, em 25.05.19

Postal desenvolvido para ser inserido num outro postal, Amanha os ontens e o agora

Se não vem deste, vá para lá sff e volte cá depois. Obrigada :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por estar aqui.




logo.jpg




Localizar por cá

  Pesquisar no Blog




Memórias

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.