Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É exactamente isso que alguns bloguistas, incluindo eu, nos propomos: provar que apenas a inércia tem resultado certo. Em grupo, num blogue colectivo, queremos falar, debater, questionar as bases do País em que vivemos.

[Dito assim, "as bases", quase parece conversa partidária... mas não. Nada a ver. Nada mesmo nada! Explico melhor:]

Com o projecto Rasurando queremos discutir o Regime, o Estado, o Sistema Eleitoral, a Cidadania, Portugal e a Europa. Sem objectivos partidários. Mas com muita vontade de perceber o Estado que somos e vivemos e quais as falhas que lhe detectamos, quais os pontos fortes que nos fazem dizer que vale a pena.

Desejamos questionar e debater e levar os nossos leitores a, também eles, questionarem e ponderarem o que e como dizem, exigem, votam. Pretendemos desenvolver em nós e nos que nos são próximos o hábito de avaliar, de não aceitar ou de não rejeitar porque sim porque é hábito porque os outros. Não apenas na hora de votar, mas também ao exigir, ao manifestar opinião ou ao manifestar-se de cartaz na mão - ou de colete às costas, pronto...

Pessoalmente, sei que não vou mudar a forma que os nossos governantes usam para fazer política - mas quero mudar a forma que eu, cidadã, tenho de olhar a política. Quero alterar o verbo: quero ver fazer política, não quero apenas assistir ao que fazem os nossos governantes. Se conseguir levar-vos também a questionarem o vosso olhar, melhor para todos nós. Talvez que, se formos alguns, alguns dos nosso governantes percebam que podem ajustar, ou mesmo mudar drasticamente, algumas posturas. Muitas. Muitos.

Com este projecto, este desafio, procuro mais ideias do que soluções. Porque não há soluções sem diagnóstico, e se alguém disser que sim estará a vender banha da cobra. Não duvidem! Até pode funcionar ao início, afinal a banha amacia a pele e até diminui o atrito nas rodas dentadas se não estiver frio... mas é temporário. Como a casa de palha do porquinho mandrião. Como tantas decisões políticas que vemos e recordamos, de ontem como de há 40 anos.

Assim como não se pode construir uma casa pelo telhado. Mesmo que seja de palha, tem de se apoiar em estacas no solo firme, e quanto mais fundas mais estável. Como as políticas, precisa de estrutura. E é essa estrutura que me interessa perceber, discutir, diagnosticar. Na política, onde tantas vezes olhamos a palha que acoberta porquinhos e lobos maus.

Portanto, vou tentar os diagnósticos que me forem possíveis na companhia dos colegas da blogosfera Eduardo Louro, do Quinta EmendaGaffe, do A Gaffe e as avenidasJúlio Farinha, do oraviva, Mami, do mami, naomedeemouvidos, do Não me dêem ouvidos, e Pedro Vorph, do Blogue de Alterne. Que, como eu, procuram respostas. E que, como eu, acreditam que como cidadãos podemos fazer mais do que apenas dizer mal, sem termos forçosamente de nos envolver em aparelhos partidários. Uma pessoa de cada vez. Ah, sim, somos um grupo e todos os grupos merecem um nome; Opus Grei é o nosso.

 

Como todos os desafios são mais fáceis quando temos apoio, conto, ou melhor, contamos convosco para nos apoiarem - na discussão e na reflexão, no debate.

Temos espaço para questionar, reflectir, partilhar ideias no blogue Rasurando. Cujo caminho vos será desvendado ao clicarem no ícone que encerra este postal.

Como encerrará, aliás, todos os postais publicados nos blogues individuais no âmbito de tal projecto. Nos meus, e nos dos colegas mencionados. Portanto, quando virem este logótipo em algum postal já sabem: há nova discussão no Rasurando. Que terá as discussões sempre abertas a quem aparecer sem propaganda.

Espero encontrar-vos também por lá. A partir de hoje.

 

7F80ADE4-B2DA-44A0-B106-C8DB3336AF16.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por estar aqui.





logo.jpg





Localizar por cá

  Pesquisar no Blog




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Memórias

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D