Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Ora ponha aqui o seu dedinho

AC25EADE-7D0A-425F-919F-F4A294CC3E9B.png

 (fonte da imagem aqui)

 

Se na Assembleia da República optarem por controlos de presenças e de acessos por leitura de dados biométricos, todos saem a ganhar:

- A transparência do processo, cuja operacionalidade exige a presença física;

- O erário público, pelo controlo simultâneo de acessos ao edifício e a dados reservados, dos registos de presença, e da localização em casos de emergência;

- A Isabel Moreira, que pode assim exibir a unhita laroca e justificar a manicura;

- O José Silvano, que poderá mostrar o dedo a quem, aparentemente segundo depreendo do que diz, o quer incriminar;

- O amigo secreto do José Silvano, que se safa assim de ser investigado por crime de usurpação de identidade quando a comunicação social quer é sangue mas cortar dedos é com gangues da rua;

- O Rui Rio, que deixará de ter que defender publicamente os seus braços esquerdo e direito e poderá finalmente usá-los para nadar com os tubarões;

- A Lucília Gago, que deixará de perder tempo com assuntos que em qualquer escola ou emprego dariam lugar a processo disciplinar imediato;

- O Ferro Rodrigues, que poderá suspirar de alívio em vez de de enfado com assuntos comezinhos e habituais;

- O Marcelo Rebelo de Sousa, que poderá voltar a comentar assuntos de estado de espírito e ética política, mas esta apenas indirectamente pois o Chefe Máximo da República deve abster-se de apontar falhas aos deputados eleitos pelo povo para representarem a República.

 

E se esta última frase parece confusa, pode-se facilmente perceber o que se passa na cabeça de todos eles.

*** Obrigada por estar aqui. Sarin *** Info sobre o blogue em i, no cabeçalho

11 comentários

[A palavra a quem a quer]