Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



F81EE9F3-E46C-4CEA-96DB-94F1415A31EA.jpeg

Ainda não percebi muito bem o que se passa no Parlamento português com aquele pormenor de os partidos sem grupo parlamentar não terem direito de intervenção nos debates quinzenais, nas interpelações ao Governo e nos debates da Nação.

Percebo que se tenha concedido um regime de excepção ao PAN, não se pretendia cortar a voz a um representante dos cidadãos.

E percebo que não se queira ter uma nova legislatura e continuar com o regime de excepção, afinal, tais regimes são excepção e não regra.

O que não percebo é ter o regime de excepção durado uma legislatura completa e ninguém se ter lembrado de alterar o regimento que obrigou a tal expediente. Nem os que agora o recusam, nem os que estariam dispostos ao jeitinho de novo regime de excepção. 

Os regimes de excepção são, ou deveriam ser, soluções de curto prazo, respostas imediatas carecendo ulterior regulação. Portanto, sim, não devem ser recurso primeiro.

Por outro lado, os deputados representam o Povo e portanto, sim, devem ter direito de intervenção proporcional ao número de cidadãos que representam. Não há regimento que se possa sobrepor ao direito constitucional de exercer a representação dos cidadãos. O Regimento da AR deveria, só por isto, ser invalidado e obrigar a alteração imediata - não é com carácter de urgência, era ontem.

Demagogos, censores, acomodados, fantoches ou apenas patetas, todos os deputados da anterior legislatura merecem apupos. Apupos renovados nesta legislatura e extensível a todas as anteriores - uma proposta de alteração do regimento entra no dia 29 de Outubro, e só no dia 6 de Novembro baixa à Comissão da especialidade? Uma questão interna, que se trata internamente votando e sem necessidade de estudos consultas assessorias, tem de andar a passear por secretarias e comissões para voltar ao local onde tudo começou? Caramba, como se conseguem regimentos destes?!

A gaguez de Joacine parece dom de oratória perante estas redundâncias.

 

imagem: maqueta do Hemiciclo (Norigem, Lda).

[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 16:00

Obrigada por estar aqui.



23 comentários

Imagem de perfil

De Maria a 11.11.2019 às 16:20

Como  sempre na mouche, Sarin.!
Uma situação  incompreensível e inadmissível!
Beijos e uma excelente semana. 
Já  recuperada da gripe? 
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 16:24

Olá, Maria :)
Ainda não totalmente boa, mas a caminho - pelos menos tento recuperar o ritmo, embora ainda não navegue tanto quanto gostaria.
Beijocas, boa semana :)
Imagem de perfil

De Happy a 11.11.2019 às 16:31

A tal excepção que passou a regra... só de boca...
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 16:41

É, até, vergonhoso que tenha existido um regime de excepção na anterior legislatura - a partidocracia faz o que quer.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 22:38

Eles (des)endendem-se. 
Imagem de perfil

De /i. a 11.11.2019 às 17:41

Olá, Sarin
Estás melhor?
E é o ps, be e pcp que querem seguir à risca este regulamento. Pois o PS/Costa não quer responder a perguntas incómodas ou ser embaraçado. O BE e o PCP vão lhe tirar protagonismo....
O Ferro Rodrigues parece que é contra e quer mudar o regimento. 
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 17:53

Olá, /i. Bem melhor! Hoje até já publiquei 3 postais e tudo, como vingança da paragem forçada :))))
Pronto, 2 são 3/4 de postal, que não tive paciência para ilustrações :D


Sabes que concordo com seguir os regulamentos e alterar os regulamentos quando inadequados, portanto concordo com eles nisto de quererem seguir o regimento até à sua alteração...
Só não concordo, mas uma discordância com misto de desprezo, é com um regimento que impede a palavra a forças políticas eleitas!
Nisto, só três deputados têm desculpa, e não me venham com a história de que uns são melhores que os outros porque uns até defendem o regime de excepção! Mas qual excepção!!! Não devia ser princípio, não devia sequer existir motivo para a excepção! Que um partido com membro único disponha de menos tempo de intervenção é natural, deve haver proporcionalidade. Mas tem direito à intervenção, nem sequer deveria ser motivo de regulação o quem pode intervir!


Palermas, todos eles, incluindo os que já lá não estão e que votaram a favor do texto que assim define!
Imagem de perfil

De /i. a 11.11.2019 às 18:48

Exactamente. E o André Silva como lhe abriram a tal excepção bem podia fazer mais barulho para que os outros deputados solitários usufruam do estado de graça que ele teve. 
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 19:02

Estava pelo "jeitinho", que só parece servir para isso mesmo, jeitinhos.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 11.11.2019 às 18:22

Também achei "curioso" não terem alterado alterado o regime de excepção.
Acho que todos os representantes do povo deveriam ter direito de intervenção, seja ou não grupo parlamentar!!!
Beijinhos Sara
Uma Excelente Semana!
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 19:03

São uma oligarquia dentro da partidocracia que temos... e esta é uma das muitas estranhezas que nos entranharam :(


Beijinhos, Luísa, boa semana :)
Imagem de perfil

De Charneca em flor a 11.11.2019 às 22:27

Muito bem dito. Não se compreende porque é que o regimento não foi alterado durante a legislatura anterior. Se foram eleitos, têm todo o direito de intervir.
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 22:36

Eu nem sequer compreendo como é possível a Casa da Democracia ter um regulamento que impede a palavra aos representantes do Povo pelo simples facto de representarem poucos cidadãos - representem poucos ou muitos, sejam apenas um deputado ou meio hemiciclo, foram eleitos segundo as mesmíssimas regras que os outros!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 11.11.2019 às 23:06

"E percebo que não se queira ter uma nova legislatura e continuar com o regime de excepção, afinal, tais regimes são excepção e não regra."


Eu não percebo! Liberdade só quando dá jeito...
Imagem de perfil

De Sarin a 11.11.2019 às 23:19

Eu percebo que não se repitam regimes de excepção para a mesma circunstância, seja ela qual for excepto calamidade: um regime de excepção é algo transitório, que deveria obrigar à revisão do regime geral assim que possível.


O que não percebo é que demorem semanas para discutir um assunto que deveria tomar 2 ou 3 dias, por urgente e não carecer de consultas a ninguém que não os 230 deputados - trabalhinho de casa e votação de bracinho no ar no dia seguinte, é assim tão difícil?!
O que não percebo é que não tenham alterado o regimento assim que se defrontaram com a excepção.
O que não percebo é que alguma vez tenham parido um regimento que cerceia a voz de representantes democraticamente eleitos, que lhes impede o exercício para o qual foram eleitos pelo simples facto de representarem poucos cidadãos.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 12.11.2019 às 23:30

Deram 1,5 minutos. Não dá para nada a não ser para calar as três pessoas em causa.
Já deveria ter sido de facto. E espero que se altere para deixar de ser exceção e ser a regra de bom senso.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.11.2019 às 17:27

Regra da proporcionalidade: multiplica 1,5 por 230 e verás que um dia não chegaria para estes debates quinzenais - não esqueças que o Governo tem de responder :)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 11.11.2019 às 23:46

Nada do que é regimento é para ontem.,pelo que parece.



Imagem de perfil

De Sarin a 12.11.2019 às 00:09

Não se percebe como haverão de legislar em tempo útil se nem algo tão simples conseguem alterar rapidamente - algo simples que nunca deveria sequer ter sido escrito!
Imagem de perfil

De HD a 12.11.2019 às 17:59

Continuamos sem perceber muita coisa dentro desta assembleia (de fantoches...)! -.-
Imagem de perfil

De Sarin a 13.11.2019 às 17:30

Se nem o que lhes diz directa e exclusivamente respeito conseguem regular em boas condições, bem poderemos aguardar por melhores representações... :(
Imagem de perfil

De João Silva a 12.11.2019 às 22:43

Não podia estar mais de acordo. Estou tão que nem consigo acrescentar mais nada digno de registo. Às vezes custa a acreditar que não andam nisto de má fé. Beijinhos =)
Imagem de perfil

De Sarin a 13.11.2019 às 17:28

Alguns andam, outros deixam andar, e depois há outros que tentam parar o barco para avaliar mas a máquina segue navegando... :/

[a palavra a quem a quer]




logo.jpg





Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D