Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O dia em que farei 50 anos

por Sarin, em 03.08.19

A7D999F2-9546-4D36-A14D-69859B4011EE.jpeg

 

Não sei como será. Provavelmente terei de fazer uma festa, e emprego o verbo "Ter de" em plena consciência.

 

Em menina o meu aniversário era motivo de alegria, não apenas por reunir família e amigos mas porque a cada ano me sentia mais crescida, mais velha, mais capaz. Claro que a expectativa da reunião pesava, e eu ficava muito compenetrada no meu papel de anfitriã durante a preparação da festa e das brincadeiras... e até à chegada do primeiro convidado, cuja presença me fazia esquecer a data e qualquer protagonismo. O dia do meu aniversário era-me verdadeiramente importante, tantos amigos em casa!

Não, não me interpretem mal: fui uma criança feliz, mesmo tendo amadurecido muito cedo. Mas vivia numa ponta distante da aldeia, onde as crianças eram poucas, tinham pelo menos mais 4 anos do que eu e eram rapazes. As minhas brincadeiras eram livros e lutas,  dança e futebol, baralhos de cartas e espadas de madeira...

 

Com o final da adolescência o dia começou a perder valor, os meus valores solidamente formados e os meus princípios bem definidos a dizerem-me que a vida se constrói todos os dias - então, onde a lógica de celebrar como astro um acto que foi da minha mãe? Ela sim, foi a estrela desse dia, eu limitei-me a aparecer. Questionei-me o porquê de tal celebração, não lhe encontrei grande significado, fui deixando cair.

O 'meu dia' terá também perdido valor por conta da dificuldade em reunir os amigos à mesa, presos no estereótipo do Dia dos Namorados. Desde menina apenas aceitei festejos adiados pela distância, e a partir do dia em que a autonomia nos permitiu reuniões ao sabor da vontade, celebrar o estarmos juntos tornou-se muito mas muito mais importante do que celebrar o porquê. A carta e a autonomia trouxeram a desnecessidade de pretexto, e este passou a ser o estarmos vivos e gostarmos de estar connosco, as velas sendo trocadas por brindes num qualquer dia que apetecesse - e foram muitos, se traduzidos em aniversários 10 vidas não chegariam para as velas que brindei. Embora a família mais próxima nunca me tenha permitido abdicar das velas no dia do meu aniversário.

 

Muito nova aprendi que a vida vale pelo ontem e pelo hoje, e tenho consciência de que semprei dediquei mais energia ao presente e ao futuro dos outros do que ao meu. Percebi-o aos 20, notei-os aos 30 e aos 40, suponho que não mudarei muito aos 50 que já espreitam. 

Os meus valores e princípios cedo ganharam forma, mas nunca os considerei estanques, nunca deixei de os questionar, nunca me fechei a novos valores a novas ideias a novos hábitos. Ainda assim, não noto grandes mudanças. Mas ganhei maturidade na defesa das minhas bandeiras, tornei-me mais serena nas minhas paixões... e se criança  percebi que o mundo tem velocidades diferentes, demorei um pouco mais a perceber-lhes as causas. Não acredito que aos 50 as terei aceitado todas - e se nada me mudar a personalidade, aos 94 direi o mesmo a propósito do meu centenário.

O meu corpo mudou, e mudará ainda mais. A preocupação com a aparência manteve-se, desejo mudar esta minha forma de estar - espero aos 50 dizer que me preocupo mais com a aparência do que preocupava aos 25. Talvez porque os amores, profundos, nunca tenham dependido do corpo o meu corpo me tenha sido, ainda seja, tão indiferente. 

Penso que fiquei um pouco egoísta, pelo menos já não me sinto indelicada quando recuso alguns convites. Que sempre preferi um não claro a um talvez comprometido, mas se antes pensava que o importante numa reunião é o conversar, o dar atenção, tenho aprendido que há muitas outras perspectivas sobre esta questão.

E é por isso que suponho que terei de fazer uma festa nos meus 50 anos. Porque sei que prefiro um jantar num dia qualquer com cada pequeno núcleo, já que numa festa não posso dedicar tanta atenção a cada um. Mas também sei que conciliar disponibilidades não é fácil e, principalmente, sei que cada um desses núcleos não vai querer a minha atenção, apenas vai querer estar presente e dizer olá por entender ser-me um dia importante. Porque as pessoas também se dão assim, também nos damos assim, e há pessoas que merecem esses  olás que sabem a pouco.

Finalmente, e se por mais não for, lá terei de fazer uma festa ou a minha Sobrinha não me perdoará.

 

 

imsilva, este é O postal. o outro era brincadeira.

 

imagem recolhida da Revista Estante

mafalda acompanha-me desde a celebração da minha primeira década; como poderia faltar no meu quinquagésimo aniversário?!

[Todos contra a COVID19: Isolamento social. Etiqueta respiratória. Higiene. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 21:06

Obrigada por estar aqui.


COVID19, uma ameaça muito séria

Cuidemos de todos cuidando de nós. Cumpramos as instruções das autoridades de Saúde.



50 comentários

Imagem de perfil

De José da Xã a 03.08.2019 às 21:26

Sarin,


A idade é um número. Que não  nos define. Aos 49 sou assim, amanhã que farei 50 tenho de ser diferente só porque sim...
Quantos com 20 e poucss anos são muuuuuuuuito mais velhos que tu? E já nem falo de mim que levo uma mão cheia de anos a mais.
Há todavia algo muito importante que só a idade ensina: temos de saber ser felizes com a vida que temos.
Pode não ser a melhor do mundo, mas é a que temos.
Para o ano falaremos!
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 21:30

Olá, José, obrigada pelas palavras :)


Sou uma pessoa feliz. Contente? Por vezes, mas muitas vezes descontente. E, ainda assim, sorridente, bem-humorada, optimista nas pequenas coisas do quotidiano... Feliz. :)
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 21:37

Para o ano? Porquê, fazes 50? Ainda demoro 3 anitos :))

O postal sobre o Dia em que fiz 50 anos já está escrito :D (uma brincadeira que me apeteceu publicar ;))
Imagem de perfil

De José da Xã a 03.08.2019 às 22:56

Pelas minhas contas para o ano fazes os tais...
Ou estarei errado?
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 23:00

Bom, tendo eu nascido em 1972, tendo actualmente 47, e só tendo que renovar a carta de condução em 2022, eu diria que onde raio foste buscar essa ideia? 


E quero a tua opinião sobre o dia em que fiz 50.... não a estejas a esconder só por não teres gostado, sff :))
Imagem de perfil

De José da Xã a 03.08.2019 às 23:24

Um boa comedia à Monty  Peyton.
A determinada altura do texto estava à nora.
Isso nao se faz!
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 23:27

Well, old chap, you could always have called The Spanish Inquisition! 


Ora pronto, troquei-te as voltas, portanto mission accomplished. 
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 23:02

O dia em que fiz 50... o meu postal... dois postais lá p'ra trás...
Plizzzz 


É que quando o acabei pensei "o José vai-me dar na carola" :D
Imagem de perfil

De MJP a 03.08.2019 às 21:30

Oh Sarin... como me revejo nas tuas palavras!!! :))
(este texto podia ter sido escrito por mim...)
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 21:33

É, as sobrinhas são umas tiranas! ;)


Brinco, percebi ao que te referes (incluindo às sobrinhas).
Obrigada. :*
Imagem de perfil

De MJP a 03.08.2019 às 21:34

Eu sei que percebeste!!! :))


Beijo*
Imagem de perfil

De Maria a 03.08.2019 às 21:42

A idade não interessa.  O importante é aceita- la de sorriso rasgado e dar a volta a algumas limitações que nos traz.
Aproveitar todos os momentos felizes.
E sobretudo nunca lamentar o que não fizeste.  Os Ses  perderam- se no tempo  Se não fizemos a escolha certa num momento, paciência.  Não merece ficar a matutar e se eu tivesse feito assim... 
Viva os 50 e todos os outros entas que tens pela frente!
 Beijinho. 
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 22:05

A idade não interessa mesmo, Maria!
E não, não lamento o que não fiz; embora possa, ocasionalmente, sentir saudade de um pretérito que se tornou condicional sem me condicionar.
Aos erros, aceito-os e tento melhorar. E aceito que continuarei a cometer erros, muitos novos e alguns velhos conhecidos - mas, caramba, os erros são como os amigos, os mais velhos são os que nos ligam às raízes, embora aos velhos amigos se queiram fortes e aos erros fracos :))


Beijos.


(Espero ter satisfeito a curiosidade - 2 postais, Maria, 2!!! :D )
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 22:07

Os velhos amigos, não aos velhos amigos
Imagem de perfil

De Maria a 03.08.2019 às 22:19

Os postais comprovaram o que sabia !:)
Sou atenta ao que escreves e vou, assim  conhecendo-te
Uma vez dei.por mim  a pensar e se eu...
Se calhar seria uma velha amargurada... :)
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 22:38

Nunca pensei muito "e se", depois de seguir um caminho tento estar atenta à paisagem e aos sinais. Nas encruzilhadas pondero, analiso a melhor opção, escolho e depois de seguir um caminho tento estar atenta à paisagem e aos sinais. Nas encruzilhadas... :))


A amargura pesa demasiado, convivi com ela muitos anos nos quais tive de ser alegre mesmo não estando. Não doeu, mas pesou. Não me condicionou; mas sim, os meus ses vão para ali. Por outros, não por mim.


Eu adapto-me :))
Sem imagem de perfil

De francisca a 03.08.2019 às 22:06

Lindas e belas palavras de uma mulher super sábia como tu!! Lindíssima forma de pensar,assim seja querida,que os teus cinquenta anos,quando os fizeres,sejam uma grande e magnífica festa!! Boa noite e excelente domingo,minha querida Sarin,beijinhos!!
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 22:52

Obrigada, francisca.


Boa noite :)
Sem imagem de perfil

De francisca a 04.08.2019 às 11:35

De nada querida,desejo,para ti,um excelente domingo,muitos beijinhos!!
Imagem de perfil

De imsilva a 03.08.2019 às 22:21

Estás perdoadíssima, valeu a pena a espera. Obrigada pelos dois textos, são os dois valiosissímos, como dois amores, sem se saber de qual se gosta mais. O outro podia ser brincadeira, mas eu também adorei. 
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 22:44

:))
Era uma brincadeira com o tema - vi agora que a minha ausência poderia ser lida como dificuldade em aceitar a idade, por exemplo, quando na verdade foi apenas um exercício de escrita :)


O segundo foi muito mais difícil de escrever - dizer o suficiente sem dizer demasiado. Deves ter percebido que falo muito do que penso sobre o mundo, mas sou mais, muito mais avara ao falar do meu mundo ;)


Bom, espero que te tenhas rido com um e que me tenhas percebido um bocadinho melhor com o outro :)


Boa noite, até amanhã :)
Imagem de perfil

De imsilva a 03.08.2019 às 23:00

Sabes que gosto de fugir de assuntos que me irritam e me dão "nós no estômago ", mas adoro sentir as pessoas e tentar entendê- las pelo escrevem. Já me deste muito que pensar sobre ti nestes dois textos, nada que não tivesse percebido ainda, mas que ficou confirmado. Até acredito que depois dessa catarse , vais dormir melhor esta noite. Beijinho. 
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 23:04

Só tenho problemas de sono quando tenho febre :)


Mas pronto, missão cumprida. E comprida, ufa!
Bjs 
Imagem de perfil

De Cláudia Ventura a 03.08.2019 às 23:18

Acho que sim!!!!! Faz uma festa de arromba e comemora os teus cinquenta da melhor maneira possível: rodeada de amigos e familiares e faz um brinde a todas nós que já lá estamos!!!
Imagem de perfil

De Sarin a 03.08.2019 às 23:21

Acho que não terei muitos argumentos para me escapar, portanto farei a festa :)


O brinde não precisa de aguardar tanto ;) 
Imagem de perfil

De /i. a 04.08.2019 às 16:12

 Quem manda nascer no dia de São Valentim? 



Bela prosa. 
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 16:47

O dia dos Namorados começou a ser comemorado em Portugal teria eu os meus 13, 14 anos - portanto, ele é que nasceu no mesmo dia que eu :D




Obrigada :)
Vai-me ler dois postais para trás ;)
Imagem de perfil

De /i. a 04.08.2019 às 20:39

Li os outros dois postais  que antecederam a este. 
Só não comentei. 
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 20:57

E porque não? Tiveste medo que alguém te perguntasse pelo teu postal? :)
Imagem de perfil

De /i. a 10.08.2019 às 18:09

Ai Sarin... Então só agora li os teus comentários ao meu comentário (tinha o email entupido). Acho que ainda vou a tempo de responder. 
Li a "trilogia" dos postais dos 50 anos. 


Esperei pelo último para comentar, pois acho queria iria ter continuação. Como teve. 


Eu medo? As isabeis de segundo nome não se amedrontam com facilidade 
O blogue onde escrevo é colectivo. Apesar de ultimamente só eu escrever lá. E já tem alguns anos. Evidentemente que quando escrevo revelo parte dos meus valores, vivências e  alguns spst são opiniões e aí nunca podes construir um texto sem incluíres consciente e mesmo inconsciente uma frase, um parágrafo que espelhe o teu estado de espírito, a tua forma de encarar a temática. É impossível escrever, ou tentar escrever, sem que espelhe o que tu és. Contudo não são post pessoais, eu não gosto de falar da minha vida íntima. 
E por defeito meu sou uma criatura que não perde tempo de falar de mim. Pois acho que há assuntos tão mais importantes, urgentes e iinteressantes para serem analisados, debatidos do que escrever sobre as minhas neuras. Não acho mesmo piada. No entanto, gosto de ler textos bem escritos, que não são copy paste de frases lidas nos Gustavos santos que proliferam por aí. Vazias de conteúdo, mensagens paternalistas de quem vivem numa vida de fantasia
Por isso se fosse desafiada, não aceitava porque quero manter o meu registo de escrever de generalidades mesmo sublimarmente mostre o que sou
Ah e comecei por tratar a Sarin por tu. E nem perguntei se podia, falha minha.,pois eu ainda estou um bocado longe dos 50 anos. Nasci no ano em que o fmi aterrou em Portugal pela segunda vez, 1983.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.08.2019 às 18:24

A Sarin não se importa se a tratam por tu ou por você, desde que a tratem com lealdade. A Sara é igual :)


Como repararás, este por aqui é muito pouco intimista - e o Tia é muito intimista mas porque criado com tal objectivo. No entanto, é intimista sem revelar demasiado - ou assim espero.
Também prefiro discutir ideias do que pessoas - eu incluída :)


Não penses que és assim tão nova :D
;)
Imagem de perfil

De /i. a 10.08.2019 às 18:32

Pois é. Estou já à beira dos quarenta. 
Imagem de perfil

De Sarin a 10.08.2019 às 18:33

E... quem são os 'Gustavos santos'?
Imagem de perfil

De /i. a 10.08.2019 às 20:52

O Gustavo Santos era um ator e agora apresenta o programa Querido Mudei a Casa e entretanto desde há uns anos começou a lançar livros de auto-ajuda com ideias de la palice e outras sem sentido nenhum.  Parece ele que descobriu a pólvora. Até tem sido caricaturado em programas de humor. Mais info: https://www.wook.pt/autor/gustavo-santos/36733


Imagem de perfil

De Sarin a 10.08.2019 às 21:08

Um dos meus ziliões de calcanhares de aquiles - não pesco nada de televisão. Nem de livros de auto-seja-o-que-for. Excepto de ioga e culinária - ioga porque sou uma optimista e acho que olhando os livros e as app o meu corpo se mexe, e os de culinária porque de quando em vez gosto de matar à fome os convivas :)))
Imagem de perfil

De /i. a 10.08.2019 às 21:19

Não sou contra nem a favor. Cada um sabe de si. Só acho que muitas vezes as pessoas em vez de andarem com esses livros de auto-ajuda (e quando são de gente da TV) deviam era ir a uma consulta ao psicólogo ou psiquiatra. Não há mal nenhum em pedir ajuda. 
Mas para mim é para o lado que eu durmo melhor. Desde que não me chateie com essa conversa de banha de cobra, está tudo bem.
 
Exacto. 
Imagem de perfil

De Sarin a 10.08.2019 às 21:35

Sou um bocadinho contra porque esses livros têm entre o seu público-alvo pessoas mental e/ou emocionalmente fragilizadas - não significa que apenas as pessoas fragilizadas os leiam, atenção! E são muitas vezes escritos por gente sem ponta de conhecimento técnico para se dirigir a tal público.
Imagem de perfil

De /i. a 10.08.2019 às 22:00

Concordo completamente contigo. Mal comparado são as idas às astrólogas e afins para se aconselharem, vão porque querem é certo, mas essa gente aproveita-se da fragilidade emocional. E dizem o que as pessoas querem ouvir e vão extorquindo dinheiro à conta disso. 
Imagem de perfil

De Sarin a 10.08.2019 às 22:11

Não é assim tão mal comparado... :)
Imagem de perfil

De /i. a 10.08.2019 às 22:17

Ah quando escrevi nem sou contra nem a favor é no sentido desses livros de auto-ajuda porque há espaço para todos. E estamos numa sociedade livre. Já li alguma coisa dessa área. E por isso sei bem as artimanhas que utilizam para nos iludirem. por isso concordar com a tua observação. 
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 20:58

O teu postal do desafio, queria eu dizer.


Tal como queria dizer para leres o segundo lá atrás, não os dois - mas se leste ambos, melhor ;)
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 17:03

Quero dizer, 'começou'... que me lembre :)
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 04.08.2019 às 18:14

Agora sim .... a Sarin que sei que será com 50 anos!!!
Quero ser convidada para a festa!!!
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 18:19

E serás :))
Imagem de perfil

De Alice Alfazema a 04.08.2019 às 19:14

Grande momento de reflexão. Acho que vais gostar de ler isto daqui a três anos. :)
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 19:17

Talvez, Alice. Os comentários sei que gostarei :)


Aproveito para te dizer que o teu postal não aparece na tag 50 anos. Verifica se não a escreveste por extenso ;)
Imagem de perfil

De Sarin a 04.08.2019 às 20:55

Está, sim, confirmei :)

[a palavra a quem a quer]




logo.jpg





Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D