Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Norte e Sul

por Sarin, em 18.07.18

42862689-B3FF-4C8E-9997-AEBA5BE3122D.jpeg 

(fonte da imagem aqui)

 

 

19BE05C1-94A1-4E6F-9104-6CF631AC7A33.jpeg

(fonte da imagem aqui)

 

Sentimentos ambíguos, estes que tenho por Elizabeth Gaskell e o seu Norte e Sul...

 

Numa daquelas maratonas Netflix lembrei-me de pesquisar uma série que me encheu doze serões de Domingo com tanta ternura como raiva, tanta força como lágrimas... Essa mesma, aquela Norte e Sul com um Patrick Swaize lindo de morrer numa história dura de sentir para os meus 14-15 anos.

 

Encontrei outro Norte e Sul. Da mesma época - mas este escrito enquanto vivido. Numa Inglaterra cheia de Sol e algodão nos anos 1860. Uma série muito boa (BBC, 2004), à qual apenas lamento a falta de um episódio que não sincopasse o último.

 

A meio da série pausei para um telefonema. Que sim, que tinham o livro na loja - e comecei-o nesse mesmo dia. Depois de acabada a série, claro, a Netflix esquecida num canto com a televisão e a box e todas aquelas coisas que não cheiravam a livro novo.

 

Escrito no Outono/Inverno de 1854/55, foi originalmente publicado em folhetins semanais na Household Words, revista dirgida por Dickens. Que não se chateou por Gaskell ser mulher, que fique a nota! No entanto, a história teve que ser encurtada por motivos editoriais, e Elizabeth contou em 20 folhetins o que projectara para 22. Nota-se. Aquando da publicação em livro, a autora conseguiu atenuar os efeitos deste corte, pôde reescrever o final, sem o alterar mas completando-o, retocando as pontas soltas que, soube depois, são afinal o episódio que (não) faltou à serie. Mas o livro continua a ser muito, muito bom!

 

E os sentimentos ambíguos devem-se a não saber se me irrito com Dickens por ter mandado encurtar a história ou com Gaskell por não o ter mandado bugiar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por estar aqui.



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Pizza Boy a 18.07.2018 às 08:45

Dickens também escreveu em folhetins, moldando as suas estórias conforme a reacção do público. Belo destaque
Imagem de perfil

De Sarin a 18.07.2018 às 10:01

Era costume, ao tempo, escrever em folhetins. E Dickens mandou encurtar a história, suspendendo duas semanas, por achar a história demasiado densa... 'tá bem, pois; tenho para mim que ele, habituado a explorar as fraquezas e as desilusões humanas, não soube lidar com a força que Elisabeth criou.
Desconheço se Marx alguma vez leu Gaskell; mas, desconfio, teria ficado atónito :) Conhece o livro, P.?
Sem imagem de perfil

De Pizza Boy a 18.07.2018 às 12:08

Tenho um problema de idade com a ficção. Prefiro para me entreter a ficção dos livros não ficcionais.

Podes tutear-me Sarina
Imagem de perfil

De Sarin a 18.07.2018 às 13:01

Eu sei que preferes não ficção; mas intercalar uns é o que permite verificar a teoria nos outros. O exercício de reflexão é assim mais leve mas em por isso menos profundo.

O velhinho Vlad tuteou-me numa refrega poética, mas depois deu-lhe a travadinha, ou foi o FMI, sei lá...
Permite-me então que te tuteie - e tutoreie na ficção. Não-ficção, tenho alguns na forja; mas sendo a minha bibliografia mais diversificada e a tua especializada, desafio-te para enviares uns textos que possa postalificar
Imagem de perfil

De Sarin a 19.07.2018 às 12:53

Mas manda por e-mail. Garanto que credito quem de direito

Tens é que baptizar o crítico e cuidar para que não mude de religião, ou isto ainda fica mais confuso; já basta o blogue andar às aranhas com o conceito e a bloguista de serviço trocar os destinatários
Imagem de perfil

De Pedro D. a 18.07.2018 às 13:24

A minha mãe ainda tem a série "Norte e Sul" com o Patrick Swaize gravada em VHS e de vez em quando revê-a...
Imagem de perfil

De Sarin a 18.07.2018 às 13:30

Era miúda e lembro-me de muitas passagens, desde a amizade interrompida mas não destruída, o amor proibido de um sulista por uma mulher branca e casada que é afinal de ascedência negra, os interesses políticos... gostava de rever, verificar se a impressão adolescente se confirmaria quarentona. A sua mãe não me quererá emprestar? Diga-lhe qye a minha tem o Pássaros Feridos e o Orgulho e Preconceito
Imagem de perfil

De Pedro D. a 18.07.2018 às 17:20

Posso perguntar a minha mãe se os empresta, mas sem grande esperança (aquelas cassetes de video, são as relíquias dela)..
Imagem de perfil

De Sarin a 18.07.2018 às 18:13

conheço o estilo, e não só da minha mãe

a palavra a quem a quer




logo.jpg




Localizar por cá

  Pesquisar no Blog




Memórias

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.