Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Nomes, nicknames e Anonimato

por Sarin, em 21.04.18

Quando há 20 anos comecei a comunicar na internet (correio electrónico excluído) os nicknames eram a assinatura. Havia euforia, desconfiança, e muita vontade de comunicar.

Ninguém sabia muito sobre "segurança de dados pessoais" - mas pelo menos eu tinha noção de que, então como agora, há malucos para tudo, e não me apetecia levar uma facada ou ter demonstrações de amor em plena rua apenas por dizer que não gosto de amarelo mas gosto do arco-íris.


Usei na rede um nome que não o meu - recuperado da universidade, de quando chegou a ser alcunha entre poucos, burilada do estranho cruzamento entre notícias de atentados, características pessoais e pronúncias de nomes, e um agradecimento a quem chamava Inzabel à Rainha Santa e a mim.

Sempre o mesmo, excepto quando perdi a senha e temporariamente fui Bluediva, ao fim de uns anos Sarin tornou-se não um outro Eu mas a minha assinatura digital.
Se inicialmente surgiu porque "era assim", sinal dos tempos, rapidamente ficou porque... colou-se-me :)
Não é vergonha, não é medo, não é timidez - é segundo nome e é natural porque naturalmente incorporado. Aqui usado, vivido e defendido.

Nada assino na rede como Sarin que não assine ou não assinasse com o nome-de-fora-da-rede. Porque sou apenas uma e tenho apenas uma personalidade; os meus valores, as minhas perspectivas e as minhas opiniões não se moldam ao canal usado para comunicar.

Todos temos nome - fora da rede, pelo menos. Mas assine o nome que consta no Registo Civil ou o que dispara alertas nos Echelon-nossos-de-cada-dia, só não serei anónima para aqueles cujos dias têm momentos comuns aos meus, só terei nome e com ele identidade no pequeno campo onde gravito.
Como todos nós - a órbita é que pode variar entre o umbigo e o Sol.


Ainda assim, sinto alguma urticária perante faltas de assinaturas - porque não sei se me dirijo ao sem-assinatura correcto, e porque, na ausência de identificação de autoria, dificilmente consigo estabelecer ligação ou coerência entre comentários de Outros, entre temas discutidos em comum. E a discussão perde consistência, o debate alargado fica reduzido ao imediato.


Claro que há assinaturas iguais, e claro que há usurpação de assinaturas. Nada mais fácil!
E mesmo que o estilo de escrita difira, as opiniões sejam contraditórias e a linguagem varie, todos podemos ser experimentalistas, incoerentes, inconsequentes nem que apenas por um dia - como garantir quem é quem pelo X?
E, mais uma vez, é o debate alargado que sai a perder.


Criar um blogue é o que mais se assemelha a ter Cartão de Cidadão nesta rede que virtual mas realmente nos liga. Mesmo que o nome que assino não coincida.
E eu seja uma anónima entre tantos.

Muito gosto, sou Sarin :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por estar aqui.



14 comentários

Imagem de perfil

De HD a 21.04.2018 às 16:10

Muita coisa mudou...
Gostei da comparação de blog com o CC :-)
Imagem de perfil

De Sarin a 21.04.2018 às 16:49

O HD nunca viu comentários que não são seus mas assinados com as mesmas iniciais? Com esta assinatura que tantos condenariam se tivessem poderes para, já encontrei comentários assinados com lacinho e tudo - cópias propositadas para lançar a confusão. Pelo menos com o blog obrigo quem copia a saber mais do que escrever - força no trabalho de sapa :D


Sim, muita coisa mudou - não sei se para melhor, mas faz parte do processo.

Obrigada pelo comentário.
Espero conseguir publicá-lo, e à resposta. Enfim, estava habituada ao BI... :)
Imagem de perfil

De HD a 22.04.2018 às 18:32

Creio que nunca vi assim comentários... :s

Ainda custa habituarmo-nos ao CC :-)
Imagem de perfil

De Sarin a 22.04.2018 às 18:36

Sortudo! :)


Mas isto com o tempo, vai... espero 🙄
Imagem de perfil

De Sarin a 22.04.2018 às 18:43

Tic-tac...

Tic-tac? Ups, lamento o anacronismo.
Imagem de perfil

De mami a 21.04.2018 às 19:53

bem-vind@ sarin :)
Imagem de perfil

De Sarin a 21.04.2018 às 19:57

Obrigada, mami :)
Imagem de perfil

De júlio farinha a 22.04.2018 às 02:56

Obrigado por me ter subscrito. É para mim uma honra. Desculpe se este comentário aparecer duplicado. Sou novo nestas andaanças
Imagem de perfil

De Sarin a 22.04.2018 às 03:03

Somos dois :)

E não tem que agradecer - caso contrário terei que agradecer também e depois perdemo-nos em salamaleques em vez de em desafios ;)
Imagem de perfil

De júlio farinha a 23.04.2018 às 04:19

Confunde salamaleques com cordialidade? Ou quer dar a impressão de determinação e que associa elogio e reconhecimento a bajulice? Ou quer dar a entender que superou definivamente a simpatia e a substui por desprezo da boa educação? Não se detém em miudezas? Ou é de tudo isto um pouco? Não gostei. Não havia necessidade.
Imagem de perfil

De Sarin a 23.04.2018 às 06:09

Dou valor à boa-educação, não troco a cordialidade, não pretendo nem pretendi ser antipática, não considero o reconhecimento bajulice e certamente dou atenção a "miudezas" como um bom-dia ou um olá. Ou um obrigado.

Mas sou sincera quando digo que não tem que agradecer por eu ter subscrito:
subscrever um blogue demonstra, para mim, curiosidade em acompanhar alguém. Em conhecer melhor, em ler mais para melhor avaliar. Não é uma manifestação de apreço - isso é adicionar aos favoritos no Safari, a plataforma que uso para navegar nestas coisas (sendo novata nos blogues, talvez esteja errada; mas é a minha postura - pelo menos até aprender mais).
Subscrever será como um despertador para olhar a casa; comentar significa que se entrou - é depois de passada a soleira que se agradece, que se troca o pão e o sal :)
Ao falar em salamaleques, falo em agradecimentos antes de haver motivos concretos para tal.
Prefiro que me agradeça comentários, sinto ser mais justo.
E agradecer comentários não tem que ser dizer obrigado em cada um - ler e responder ao que se leu é uma excelente forma de reconhecimento.

Talvez, mesmo depois da explicação, não comungue nem compreenda o meu ponto-de-vista, e nesse caso apenas lhe posso dizer que, ao contrário do que insinua, não pretendi menosprezar a sua atitude, antes incentivar futuros diálogos, e lamento que não me tenha questionado calmamente. Talvez as suas certezas leiam rigidez no meu discurso; ou talvez as suas angústias. Ou talvez eu tenha apenas levado com os cacos de um dia mau.

Em qualquer dos casos, boa semana!
Imagem de perfil

De júlio farinha a 23.04.2018 às 19:34

Para si também. Felizimente não faço grandes cacos e, quando se os, houver, apanho-os eu próprio.

a palavra a quem a quer




logo.jpg



Localizar por cá

  Pesquisar no Blog



Memórias

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.