Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Influências nipónicas???

por Sarin, em 27.05.18

Percebi finalmente a estratégia para a tão afamada reestruturação financeira desenvolvida por BdC: Yubari.

 

 

 

Nota de rodapé:

Brincar com BdC, gozar mesmo o pratinho, é aproveitar as figuras que BdC faz e as tonteiras que diz - não é, nem por um minuto, gozar com o Rival SCP.

Se algum Sportinguista se sentir lesado pelas minhas palavras, que se sinta então magoado por ter apoiado as figuras e tonteiras que refiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por estar aqui.



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Reis a 27.05.2018 às 15:49

Sou contra BdC, Nunca votei nele. Mas não admito que você nem ninguem da sua baixa laia fale mal do SCP. Entendeu ? Você não presta.
Imagem de perfil

De Sarin a 27.05.2018 às 16:34

Já agora, não entendi se "não entendi" a sua má-educação, se "não entendi" a sua falta de argumentos ou se "não entendi" a sua peremptória declaração de que não admite que eu faça aquilo que pensou que eu fiz.
Descanse, entendi tudo muito bem.
Por mim, admito-lhe todas as palavras que queira escrever e até as figuras que queira fazer, embora me reserve o direito de não publicar comentários com linguagem ostensivamente abusiva. Não foi o caso. Volte sempre :)
Sem imagem de perfil

De Jorge Reis a 27.05.2018 às 17:01

Só tretas! Como já lhe disse quero BdC na rua..e expulso de socio.
E mais quero-o condenado pela Justiça caso se provem as acusações feitas nos ultimos dias.
Mas para se entreter, e porque se calhar desconhece, fique a conhecer um pouco a estatura moral do seu presidente:
"" Em 2012, nas semanas que antecederam as eleições, foi divulgada uma investigação dos blogues “Eterno Benfica” e “Benfica Anonymous” que colocava em causa a origem do número de sócio de Luis Filipe Vieira bem como a sua antiguidade como sócio do Sport Lisboa e Benfica.

Essa investigação confirmou que o presidente do Benfica, apesar de afirmar ser sócio antigo, não tinha recebido o emblema de dedicação oficial do clube ao contrário daqueles que detinham os números de sócio antes e depois dele.

Essas provas eram as listas publicadas pelo jornal “O Benfica” e uma imagem do sistema informático com os nomes imediatamente antes e depois de Vieira.

Ficou claro que algo se passava mas faltavam dados que pudessem enquadrar a origem do número de sócio de Vieira e o mistério que passou a cobrir a antiguidade da sua filiação ao Sport Lisboa e Benfica.

Tivemos acesso a alguns dados adicionais e que serão a outra parte que faltava neste puzzle.

Pelo que apuramos, há pelo menos meia dúzia de cópias da ficha de sócio de Luis Filipe Vieira a circular em mãos de gente próxima a si mas reconhecidamente opositora a Vieira no passado.

Com base em todas as informações que nos fizeram chegar percebemos o seguinte:

- Luis Filipe Vieira tornou-se sócio do Sport Lisboa e Benfica a 31 de Dezembro de 1965 pela mão do seu pai(um grande benfiquista e merecedor de grande respeito por todos os que o conheceram).

- Em 1983 é demitido/expulso de sócio do Sport Lisboa e Benfica por falta de pagamento.

- Entretanto, torna-se sócio do FC Porto em Janeiro de 1985, ficando sócio do clube liderado por Pinto da Costa até 2009.

- Também torna-se sócio do Sporting Club de Portugal algures em 1989 e continua pelo menos até ao ano 2000, tendo inclusive sido parte no estabelecimento de um protocolo entre o Alverca e o Sporting que é terminado por Santana Lopes em 1995.

- Em 1996 torna-se novamente sócio do Sport Lisboa e Benfica, pagando todas as quotas em atraso para recuperar o seu número de sócio, ficando com o número com /1. Com uma posterior renumeração fica sem o /1.

(Por coincidência decerto, o Alverca tinha acordado um protocolo de colaboração com o Sport Lisboa e Benfica algum tempo antes. Era o presidente Manuel Damásio.)

Estatutos do Sport Lisboa e Benfica:

Artigo 17º, Ponto 1 , alínea d) (direitos dos sócios):

“Ser eleito para os órgãos sociais.”

Artigo 17º, Ponto 2, alínea d):

“Os previstos na alínea d) só aproveitam aos sócios efectivos com mais de dez anos ininterruptos de filiação associativa, naquela qualidade, concomitantes com a data da eleição, sem prejuízo de outros prazos especificamente consignados nos presentes Estatutos.”

Artigo 61º, Ponto 2 (Constituição):

“O Presidente da Direcção terá obrigatoriamente pelo menos vinte e cinco anos ininterruptos como sócio efectivo, concomitantes com a data da eleição.”

Definição de ininterrupto:
“Não interrompido; contínuo; constante.”
“Referente àquilo que é contínuo, consecutivo ou seguido; que não é cortado ou interrompido.”

De 1996 até 2012, ou 2016, não são 25 anos ininterruptos. De 1983 até 1996 a ligação esteve de facto interrompida.

Moralmente, é uma vergonha que um presidente do Sport Lisboa e Benfica tenha sído sócio dos adversários do clube não sendo ou mantendo a sua condição de sócio do clube que diz ser do coração.

(Não ignoro algumas interpretações desviantes sobre os estatutos do Sport Lisboa e Benfica e que até alguns constitucionalistas os consideram inconstitucionais em vários pontos.
No entanto, por não terem sido corrigidos, alterados ou contestados legalmente, são estes estatutos que definem o que é a legalidade no Sport Lisboa e Benfica.)""

[a palavra a quem a quer]:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




logo.jpg





Localizar por cá

  Pesquisar no Blog




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Memórias

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D