Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

E quando em viagem choquei comigo, foi assim

Estava muito descansada a deliciar-me com o primeiro petisco da minha ementa diária, e deparei-me com um "À Sarin" assim mesmo, solto e vermelho no fundo branco do postal da frente.

 

(Para situar melhor, pelo menos um dos cozinheiros que diariamente me alimentam vai estar na Feira do Livro de Lisboa a assinar livros gourmet e eu tenho perguntado quando, porque já que vou fazer 300km entre ida e volta, pelo menos que o(s) apanhe por lá...)

 

Ao ver tal postal, pensei "Boa! Horários da Feira, com dedicatória e tudo!" e, esperando dar de caras com os desejados horários, disse mal do Safari por ter ido parar em cheio a um texto meu cujos comentários moderara pouco antes. Andei para trás (aquelas setas dão mesmo jeito!), voltei ao Delito de Opinião e ao postal onde estivera, reli aquele "À Sarin" e li o título: "Ligação Directa, por Pedro Correia".

"Hein?! Mas... é uma ligação ao meu mouleskine electrónico!"

 

Pois... aqueles cozinheiros do Delito de Opinião destacaram um texto do meu mal cozinhado blogue - quero dizer, não foi um texto, foi O texto mais aromático que tenho para estes dias em que discutimos se o direito à vida inclui ou não a morte; e isso vale todos os agradecimentos que eu possa dizer, pensar e desejar, e que sendo muitos serão insuficientes!

 

 

Mas foi uma surpresa.

Foi também um bocadinho de vergonha, já que pouco cuidado tenho com o blogue e ainda só descobri 1/3 das possibilidades de configuração (quero dizer, espero que só faltem 2/3!) 

E foi uma honra que me obriga a que eu seja mais assídua na minha casa, acostumada que estou a viajar por aí... não vou receber com bifanas da semana passada quem vem recomendado pelo melhor restaurante do país. (Obrigadinha, hein?!)

A sério, Obrigada.

 

 

 

Nota: amanhã/logo sento-me ao pc e edito este texto com as respectivas ligações; o telemóvel não está a querer colaborar.  Já está (editado às 15:20 de 26 de Maio de 2018)