Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



e a propósito de Aquarius...

por Sarin, em 15.06.18

 

 ... o  que é que me está a escapar?

 

A Wikipédia diz que "A Era de Aquarius ou Era de Aquário é uma era astrológica que deve iniciar-se por volta do Século XXI e que sucederá a actual Era de Peixes. [...] Prediz-se que a Era Aquariana será uma era de fraternidade universal baseada na razão onde será possível solucionar os problemas sociais de maneira equitativa para todos e com grandiosas oportunidades para o desenvolvimento intelectual e espiritual, dado que Aquarius é um signo aéreo, científico, intelectual e o seu planeta regente, Urano, é associado com a intuição (conhecimento acima da razão) e percepções directas do coração e, a nível mundano, este planeta rege a electricidade e tecnologia."

 

Há imensos artigos sobre o tema, tantos e com tanta lógica que até os mais cépticos poderão ser levados a pensar que talvez.

E existem desde antes da década de 60 do século passado, com o início da Era de Aquarius a ser associado ao, talvez mesmo reclamado pelo, Movimento Hippie, cujo lema, Peace and Love - Paz e Amor, será certamente percebido até por aqueles que nunca ouviram falar de Woodstock, Ginsberg, Wenders ou Dylan. Mas que talvez conheçam o mote Make Love Not War - Façam Amor, Não Guerra ainda que nem imaginem que nasceu em camas de napalm feitas. 

 

O musical Hair, de 1967 e que Milos Forman cristalizou num filme de 1979, tem uma música dedicada ao tema - que os The 5th Dimension gravaram em estúdio nos idos anos de '69 e que, desde o berço e ainda hoje, me enche de energia. Daquela cósmica porque cósmica é toda ela, essa energia E=mc2 que se dissipa mas não se perde, antes se transforma. Em vontade de ondear, quando ouço esta Aquarius/Let the sunshine in...

 

 

 

   

Perante estas promessas, estas vontades, este movimento, esta energia...

...não consigo perceber onde é que este Aquarius encaixa. O que nos está a escapar além de outras vidas?

aquarius-ktMI--620x349@abc.jpg

 

(imagem original aqui)

 

 (imagem original aqui)

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigada por estar aqui.



7 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 15.06.2018 às 12:37

Os que decifraram a Pedra da Roseta e fizeram previsões indiscutiveis para 2012 baseados no Calendário Maia, também não sabiam seguramente muito bem a mecânica da coisa ou quem sabe, a tabuada ?
Os astrólogos, bruxos e adivinhos das altas serras beirãs, muito provavelmente fizeram os seus calculos numa noite daquelas à Rui Veloso.
De qualquer modo, o Hair é um dos filmes da minha vida, e Aquarius é uma música fantástica.
Beijinho.
Imagem de perfil

De Sarin a 15.06.2018 às 13:40

Mas a ideia era bonita, mesmo com bruxas e olhos de sapos...

e contrasta amargamente com a realidade que tem refugiados e barcos de assistência e portos que não querem os barcos. Sem condições para ficar lá nem condições para ficar cá, estaremos talvez a condenar uma parte de nós a eternas viagens. Pelos piores motivos.

Beijinhos, Maria Dulce, obrigada por ter passado :)
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 15.06.2018 às 14:11

Naquela altura os sonhos caleidoscópicos eram lindos, mas nós sabemos que humanitariamente o mundo não pulou nem avaçou, bem pelo contrário.
Eu passo cá muitas vezes, Sarin
Imagem de perfil

De Sarin a 15.06.2018 às 14:53

Nunca avança, na realidade. As guerras fazem-se como se faz a caça - para uns é vital, para outros desporto. Só mudamos os adereços.

Passa? A minha bola de cristal precisa mesmo de ir à revisão...
Imagem de perfil

De Sarin a 16.06.2018 às 08:29

As sua poesia e a sua ironia são sempre apreciadas, Maria Dulce. Gostei de saber que me visita, ainda que sem deixar pegada - mas notei a sua ausência a contar vindo do céu, e encontrá-la em flagrante delito não tem sido fácil. Espero que apenas momentânea falta de apetite.
Imagem de perfil

De HD a 15.06.2018 às 21:19

Esse aquarius não dançava ao som da política... :s
Imagem de perfil

De Sarin a 16.06.2018 às 08:37

A culpa não é dele, a política é que está desafinada: cada país usa um diapasão distinto, e já se sabe que ninguém desafia a secção de cordas...

a palavra a quem a quer




logo.jpg





Localizar por cá

  Pesquisar no Blog




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Memórias

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D