Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



desafio de escrita dos pássaros #16

texto segundo

por Sarin, em 06.01.20

[Tema #16: Sobre a vida adulta: Ainda não entendi o que é para fazer ] 

 

Adultecer, ou os fios de Ariadne

Ferir a alma na colheita da maçã,

trincar os lábios ao morder a vida,

com o caroço ter a garganta em ferida

e seguir colhendo até perder o amanhã.

 

Dos ventos saber de cor o Norte

e da má sorte ter um rumo por guarida,

saltando as sebes e caindo no musgo.

Ou nas rosas, dos ventos fugida.

 

E com os espinhos em mim cravados

e fios de sonhos desenovelados

tecerei pétalas até me anoitecer

no jardim-labirinto de adultecer.

 

Nota de rodapé: o AO90 é adulto. Mas não maduro, apenas podre.

Canção: Como nossos pais (1976)

Interpretação: Elis Regina

Música e Letra: Belchior

 

 

 

 

[Desafio de Escrita by Pássaros]

 

Os Pássaros lançaram-se num segundo desafio de escrita, a iniciar dia 31 de Janeiro.

Para com eles voar, há que inscrever as asas como pipiado aqui no ninho.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Isolamento social. Etiqueta respiratória. Higiene. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.



27 comentários

Imagem de perfil

De Belinha Fernandes a 10.01.2020 às 17:01

A perda da inocência tem o seu preço! E a vida fustiga-nos, pois, mas também nos presenteia com benesses. É preciso é, sim, claro, alimentar os sonhos, nunca desistir. Mais fácil dizer que fazer, mas temos de ter uma inspiração que nos guie para fora do labirinot, na falta do novelo da Ariadne. Então, voltaste à mitologia quase, quase no final das passarices? Gostei! 
Imagem de perfil

De Sarin a 11.01.2020 às 23:50

À mitologia e à lógica, que isto de voar é muito giro mas não se pode contrariar a natureza e a matemática corre-me no sangue :)))


Temos mesmo de ter horizontes acima do quotidiano, ou pelo menos fios de sonhos que nos puxem... porque viver no labirinto só é bom para quem se fica onde está. Perseguir as possibilidades é uma outra forma de avançar, mesmo que implique recuos. Por isso os fios, mais do que o novelo :)
Imagem de perfil

De Alexandra a 28.01.2020 às 23:07

Só agora aqui cheguei, mas valeu a pena ;)
Já agora, a música escolhida é a minha música favorita de uma das minhas cantoras favoritas de sempre e sempre 
Imagem de perfil

De Sarin a 29.01.2020 às 11:36

Obrigada :)


Não é A favorita, mas é uma das favoritas (o bêbado e a equilibrista, atrás da porta) de uma das Maiores. De sempre e sempre :))
Imagem de perfil

De Alexandra a 29.01.2020 às 22:36

Também gosto dessas, mas esta cutuca-me a alma ;) Há coisas que não se explicam.

[a palavra a quem a quer]


Pág. 2/2




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D