Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



desafio de escrita dos pássaros #16

texto segundo

por Sarin, em 06.01.20

[Tema #16: Sobre a vida adulta: Ainda não entendi o que é para fazer ] 

 

Adultecer, ou os fios de Ariadne

Ferir a alma na colheita da maçã,

trincar os lábios ao morder a vida,

com o caroço ter a garganta em ferida

e seguir colhendo até perder o amanhã.

 

Dos ventos saber de cor o Norte

e da má sorte ter um rumo por guarida,

saltando as sebes e caindo no musgo.

Ou nas rosas, dos ventos fugida.

 

E com os espinhos em mim cravados

e fios de sonhos desenovelados

tecerei pétalas até me anoitecer

no jardim-labirinto de adultecer.

 

Nota de rodapé: o AO90 é adulto. Mas não maduro, apenas podre.

Canção: Como nossos pais (1976)

Interpretação: Elis Regina

Música e Letra: Belchior

 

 

 

 

[Desafio de Escrita by Pássaros]

 

Os Pássaros lançaram-se num segundo desafio de escrita, a iniciar dia 31 de Janeiro.

Para com eles voar, há que inscrever as asas como pipiado aqui no ninho.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.



27 comentários

Imagem de perfil

De Calimero a 06.01.2020 às 09:39


Maravilhosa inspiração!


Adorei Sarin!


Beijinhos
Imagem de perfil

De Sarin a 06.01.2020 às 12:47

Olá, Calimero. Obrigad :)
:***
Imagem de perfil

De imsilva a 06.01.2020 às 10:11

Tudo isso é vida...





Imagem de perfil

De Sarin a 06.01.2020 às 12:49

É, sim. Em criança parece mais fácil :)
Imagem de perfil

De Sarin a 06.01.2020 às 14:53

Obrigada, Maria :**
Imagem de perfil

De /i. a 06.01.2020 às 18:09

5 é pouco 12 para o teu poema.
Parabéns. A tua tristeza contribui para aumentar ainda mais a qualidade dos teus textos.
Imagem de perfil

De Sarin a 06.01.2020 às 19:26

A tristeza mas também a alegria, que a vida vive-se em sequências de momentos :)


A canção, parecendo apenas desencanto, fala também de renovação e de força e de confiança. Está lá tudo, mesmo que pareça apenas um grito de desilusão :)


Obrigada, /i. Pela apreciação e pelo apoio.
Imagem de perfil

De /i. a 09.01.2020 às 12:46

Sim. Acho que para renovar temos de estar a fazer a travessia do deserto para perceber o que correu menos bem em nós ( às vezes culpamo-nos em demasia e o mal não está 100% em nós) para mudar aquilo que nos faz andar mais triste, desmotivada.
 Beijinhos e regressa rápido que já fazes muita falta com os teus pedaços de prosa a abanar as consciências... 
Imagem de perfil

De Sarin a 11.01.2020 às 23:34

Os pedaços de prosa voltarão em breve - depois de me inteirar como vai o mundo, que não pára só porque não leio jornais :)))
Entretanto, vou colocando a correspondência em dia - nada mau, hein?! ;)
Imagem de perfil

De HD a 06.01.2020 às 21:01

Os espinhos cravados provocam demasiadas dores ;-p
Imagem de perfil

De Sarin a 06.01.2020 às 23:40

Por isso os arranco e com eles teço pétalas. Doem menos quando arrancados e aprendidos :)
Imagem de perfil

De Rui Pereira a 07.01.2020 às 10:59

A poetisa que não gosta do AO90... :)
Imagem de perfil

De Sarin a 07.01.2020 às 11:03

A cidadã que não gosta do AO90. Poetisa não serei - prefiro a visão de Sophia e de Florbela: poeta, talvez, poetisa não. :))
Imagem de perfil

De Maria Sá a 07.01.2020 às 16:13

Ando eu dias e dias longe da Sapolândia, entro há uns minutos e leio isto. Fico deliciada. Parabéns, está muito bom!
Imagem de perfil

De Sarin a 07.01.2020 às 17:48

Obrigada, Maria :)
Ando afastada, também, mas espero que, com o novo desafio de ser avó de serviço, consigas ir escrevendo - pouco que seja, mas não te ausentes.
Sem imagem de perfil

De Insensato a 07.01.2020 às 21:45

Uau.
Parabéns.
Imagem de perfil

De Sarin a 07.01.2020 às 22:09

Obrigada, Insensato.
:**
Imagem de perfil

De júlio farinha a 07.01.2020 às 22:25

A vida (in)completa num poema tão pessoal e belo. Um dia seremos todos crianças pouco adultecidas.
Imagem de perfil

De Sarin a 07.01.2020 às 22:28

Olá, Júlio.
Espero que não, apesar da infantilização generalizada a que vamos assistindo... 
... mas desejo que a adultícia nunca elimine a criança em nós :)


Obrigada pelas tuas palavras.
Imagem de perfil

De Mariali a 08.01.2020 às 20:45

Tão profundo, Sarin. 
Mas quando te ceres pétalas até anoitecer, não poderás ficar no jardim-labirinto, porque terás tecido asas e voarás, .. 
Beijinhos
Imagem de perfil

De Sarin a 11.01.2020 às 23:40

Sim, mas apenas quando me anoitecer, Mariali, que até lá os meus fios de Ariadne guiar-me-ão entre sonhos tecidos realidade e realidades tecidas nos enganos do caminho - ou não vivêssemos em labirinto onde, ainda assim, nos elevamos :)
Beijos :**

[a palavra a quem a quer]


Pág. 1/2




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D