Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Concurso "Como diz que escreveu?!"

Prémio

"No princípio era, e no fim  também, mas pelo meio certamente idem, o verbo"

Público. Hoje.

Vale a pena ler de novo. Com atenção. Para evitar tropeçar nas palavras em ziguezague.

63F2F2CC-B3AE-46E1-9D2F-C3FD2D6229E7.jpeg

 

Seriamente:

Há dias em que a escrita não flui, mas um profissional do ramo tem de conseguir ultrapassar tais vicissitudes. Simplificar nem sempre é fácil, mas redigir uma notícia não deveria ser um exercício de escrita criativa - nem lê-la, uma corrida 100m barreiras. Menos é mais. Menos verbos, menos segmentação, menos ruído, Mais lineariedade, mais informação.

 

E confesso que ao ler este parágrafo me questionei o que poderia o agente ter revelado há duas décadas que tivesse relevância para o crime de há 5 anos...

 

Nota de rodapé: dão-se alvíssaras pelo "quando".

Obrigada por estar aqui.

2 comentários

[A palavra a quem a quer]