Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Chover no molhado...

por Sarin, em 05.04.20

Esta coisa de toda a gente ter o direito de opinar é uma conquista da Democracia.

A Liberdade de Expressão é uma conquista da Democracia, e a sua difusão é uma conquista da Tecnologia.

Mas a Opinião que todos têm o direito de emitir, essa é uma derrota - uma das mais amargas derrotas das Democracias actuais.

 

Porque as políticas educativas têm falhado aos cidadãos, criando multidões de papagaios acríticos que sabem ler mas não interpretar, que sabem sentir mas não criar, que sabem navegar mas não aportar.

E a democratização da informação vai parindo, afinal, especialistas da literalidade, censores do argumento, heróis da falácia, deuses do julgamento.

E o raciocínio, senhores, porque vos dá tantas dores?

 

A interpretação de cada facto será feita à luz do conhecimento e da sensibilidade de cada um. Mas interrogo-me o que terá falhado na formação do cidadão para, perante uma chamada de atenção para a insuficiência do conhecimento em determinada linha de argumento, preferir debitar mais um pouco de ignorância em vez de tentar perceber a falha, assumi-la e optar por argumento mais sólido.

 

 

Enfim, achataram-me a curva da paciência com vírus que já estavam em mitigação e nem consegui perceber que raio andaria o vírus a mitigar!

 

Nota: a ilustração do postal foi-se por entre os pingos da chuva.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Isolamento social. Etiqueta respiratória. Higiene. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.



33 comentários

Imagem de perfil

De João Silva a 05.04.2020 às 10:14

"Mas a Opinião que todos têm o direito de emitir, essa é uma derrota" - assim é efetivamente porque se colocou a dita liberdade tecnológica ao serviço da suposta liberdade democrática e depois dás por ti a levar com opiniões tacanhas e perigosas (porque estão dotadas de um enorme populismo) "em nome da democracia". Tudo isto aliado à panacheira daqueles que procuram a informação mastigada, não querendo saber quem a mastigou e porquê, redunda num enorme problema, lá está, da democracia. Pensar custa e faz sofrer, mas nada se compara a isso. Um bom domingo 😉
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 18:57

Principalmente os que procuram informação mastigada e cospem opinião de outros como se sua. Porque as opiniões tacanhas, bom, é a mundivisão ou umbigovisão de cada um; já as perigosas, normalmente, são propalas ou por inconscientes, dos tais que não aprenderam a pensar, ou por gente com objectivos muito perigosos - que, meu amigo, sabem pensar muito bem, e não são derrotados na base do menosprezo :/
Pensar custa e faz sofrer, principalmente quando as conclusões do raciocínio não são as da emoção... embora pense que o tenhas dito por causa da observação e, até, a informação e o conhecimento que o pensar algumas coisas exige :))
Beijocas, bom domingo e boa semana :)
Imagem de perfil

De Nala a 05.04.2020 às 14:25

"E o raciocínio, senhores, porque vos dá tantas dores?". Esta frase matou-me! 



Porque pensar, minha querida, dá trabalho! E exige esforço e procura de conhecimento... é demasiado dificíl! 


Beijinho
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 18:59

É difícil porque somos pouco treinados na escola, em casa, por nós... só por isso :(
Augusto Gil que me perdoe a apropriação da frase, mas estava mesmo à medida ;D


Beijocas, força por aí
Imagem de perfil

De Maria a 05.04.2020 às 14:52

Pois é, Sarin, pensar exige mto esforço, abrir a boca e debitar tolices é fácil.
 Beijo para ti  sobrinha.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 19:01

Será, apenas, por ser mais fácil, Maria, ou também porque não há estímulos suficientes? Por vezes penso que é um pouco como o ovo e a galinha... Mas é uma pena que assim seja :(
Obrigada, beijos para ti também - e darei à Sobrinha, sim, mais logo quando com ela falar :))
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 05.04.2020 às 14:58

A democracia trouxe o direito de opinar e falar sem pensar!!!
Que pena não aproveitarmos esta liberdade de opinar e falar com coerência, transparência, verdade e respeito pelo outro!!


Beijinhos Sara
Resto de Feliz Domingo
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 19:03

É, mesmo, uma pena, Luísa. mas se as políticas educativas falharam, os valores e os princípios também não ajudaram - ou estarão em crise, como alguns dizem :(
Bom fim de dia e boa semana, Luísa!
Beijocas, e um abracinho muito grande e muito virtual à Clarinha
Imagem de perfil

De /i. a 05.04.2020 às 15:46

Olá, Sarin.
As pessoas estão adequadas aos governantes. Os governantes instigam a maioria ser um pensante preguiçoso. As pessoas (empregados em vários sectores, comunicação social...) como gostam de andar em rebanho facilitam o trabalho aos governantes.
Resta a minoria que por carolice ainda pensa pela sua cabeça e faz um esforço enorme não absorver os argumentos do establisment nos seus próprios actos reflexão. Confiando desconfiando. A tarefa de contrariar e não render-nos ao pensamento instituído é ardua, porém sentimo-nos sozinhas, é verdade, ao menos de consciência traquila que não fomos influenciadas por outrem. 
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 20:07

Olá, /i. Penso ser uma pescadinha de rabo na boca... os governantes são fruto dos cidadãos e os cidadãos fazem o que os governantes mandam, mas os governantes não mandam com rigor e sentido de estado porque são também fruto da educação do cidadão, ... ,... 

Absorvemos sempre algo do pensamento dos outros, mas tanto mais critério teremos quanto mais pensarmos o que o outro argumenta. Não é fácil, a comunicação não é simples - e há as barreiras naturais da mente, a reactividade em vez da assertividade.

Enfim, as minorias são sempre tramadas... 'bora apelar à Joacine e ao 'dré :D:D:D

Beijocas, bom fim de domingo :))
Imagem de perfil

De Ricardo Nobre a 05.04.2020 às 16:58

Desculpe, Sarin, acha que não precisa de um comentário meu para lhe dizer que concordo consigo. Por isso, escrevo para dizer que discordo em parte: tira-nos a paciência, é uma luta sem fim, mas a ignorância não passará.
Continuemos a ser pedagógicos e didácticos. Foi a isso que nos propusemos quando viemos para aqui escrever blogues. Alguma diferença fará, se não numa criatura quadrada, pelo menos noutra… mais hexagonal.
Não mitigue a sua actuação pública, que tem sido exemplar.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 20:26

Ah, mas a ignorância passa, Ricardo, se passa!  Porque, não bastas vezes, está cheia de uma wiki-importância - e o Ricardo já me terá talvez ouvido defender o conceito e lamentar os resultados...
Aqui entre nós, eu não tento ser pedagógica e didáctica, mas por vezes sai-me a aula sem eu querer :s Porque, na verdade, o que eu quero é provocar o debate, o pensarmos em conjunto... pronto, está bem, pedagogia por osmose :) 
Obrigada pelas suas palavras. Mas olhe que há quem discorde! :)
Imagem de perfil

De Ricardo Nobre a 05.04.2020 às 20:50

Esse saber de wikipédia feito também tem as suas vantagens: cai ao primeiro sopro da racionalidade, apenas é preciso ter paciência (como estamos no domingo da paixão, até se adequa à época). Eu tenho centenas de textos e comentários não escritos por não ter paciência, mas sei que a Sarin tem, e bastante!
Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 21:28

Vou tendo alguma, mas cada vez menos, até porque, repito, detesto repetir-me :)))))
Mas olhe que também me ficam muitos escritos no pensamento... alguns, até, com palavras que fariam corar Mário Souto Maior!


Domingo da paixão? Mas a paixão tem dia marcado? Bom, com tantos dias de tanta coisa, suponho que seja justo, digo eu ateiamente :D


Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 21:29

E deixe passar o neologismo, sff
Imagem de perfil

De cheia a 05.04.2020 às 20:13

Estamos num tempo, em que todos sabem de tudo.
Boa semana


Imagem de perfil

De Sarin a 05.04.2020 às 20:16

O problema é não saberem e acreditarem que sim, que consultar a net é fácil - filtrá-la é que exige o tal raciocínio e os tais valores que não estão na Wikipedia :(
Boa semana
Imagem de perfil

De júlio farinha a 06.04.2020 às 00:11

Todos têm o direito de emitir opinião, mas aqueles que têm responsabilidades deviam ter a obrigação de não o omitir. Bjs.
Imagem de perfil

De Sarin a 06.04.2020 às 00:14

Principalmente em tempo de estado de emergência... tens razão, mas por cá ainda não estão a filtrar nada, ao contrário de outros países. Suponho eu, que estive semi-ausente estes dias...


Beijos
Imagem de perfil

De júlio farinha a 06.04.2020 às 01:26

 "E o raciocínio, senhores", porque não aporta ao nosso/vosso porto? Como sugeres, é porque a informação global despejada sem critério, ou com suspeito critério, sobre as gentes, vai sobre estas " parindo (...) especialistas da literalidade, censores do argumento, heróis da falácia, deuses do julgamento". Talvez um revolucionamento das consciências seja necessária e aí espera-se que a educação assuma um papel de liderança. Mas esse é um longo caminho feito de avanços e recuos, e convoca a necessidades de que o educador precisa de ser educado.
A prova de que é possível fazer diferente está neste e teu rico e crítico texto. Parabéns, Sarin.
Imagem de perfil

De Sarin a 06.04.2020 às 02:33

Não duvido de que, seja qual for a alteração, terá forçosamente de passar pela mudança de consciências  e pela Educação, pela Formação Individual e Cívica. Mas levará tempo, muito tempo - porque, como muito bem dizes, "o educador precisa de ser educado".
É possível fazer diferente e muitos são os que o fazem. Mas são tão poucos, afinal... se por cada um que cai outro se levantar, já não será mau.
E tu, tens escrito muito? Não tenho navegado grande coisa, estou a precisar de tirar um dia para andar à bolina :)
Obrigada, Júlio. Beijos
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 06.04.2020 às 13:10

Sobre democratização do conhecimento, pela facilidade de acesso, e sobre credibilidade das instituições como garantia da charlatanice, que te apraz dizer :


Excerto do documento, "Argumentação e Evidência Científica para o Uso Generalizado de Máscaras pela População Portuguesa”, do CEMP (Conselho de Escolas Médicas Portuguesas) :

“Está demonstrado que a utilização das máscaras diminui o potencial de contaminação. O que nos incomodou na posição da Direção-Geral da Saúde foi o argumento utilizado: de que não era eficaz. Isto não é verdade. O que temos é que não há máscaras suficientes e, por isso, arranjou-se um artifício, uma desculpa, dizendo que as máscaras não são eficazes”, afirmou, em entrevista à Lusa, o líder do conselho que reúne a academia portuguesa na área da medicina".

Imagem de perfil

De Sarin a 06.04.2020 às 13:34

Talvez não te recordes, mas não debato contigo desde que apagaste um comentário meu, no qual terminava brincando com o facto de tu, que me chamaste pouco democrática por gravar ip dos anónimos, andares a gravar ip dos visitantes do teu blogue. E, ainda, me enviaste (mais) um email pateta.


Portanto, isto não é debate. Se tiveres interesse em saber o que penso, já comentei noutros blogues.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 06.04.2020 às 15:05


Não gravo IP de ninguém, apenas modero, exclusivamente, comentários anónimos e quero crer que os publiquei sempre. Quanto ao email não sei a qual te referes (acredito ter passado já algum tempo) mas estou certo que nele não constavam juramentos de amor ou promessas de fidalguia. Escusado seria este lavar público de roupa suja. Bastaria não responderes. Mas a força que em ti reside de mostrares a Razão é indomável, percebo. Há em ti algo... Olha deixa estar. Tenho 43 anos, dois filhos e não tenho paciência para amuos antigos e sem importância. Fica bem. 
Imagem de perfil

De Sarin a 06.04.2020 às 15:39

Não, não bastava não responder - porque insistirias. E se gosto de contraditório, vou perdendo a paciência para as ambiguidades e para as incoerências. Mas ser acusada de censura por quem apaga comentários é o limite, o grau zero. Se a ti te parece natural fazer asneira, pedir desculpe e continuar, fica sabendo que também a mim parece - quando é ocasional. Quando frequente, esse asneirar, pedir desculpa e repetir deixa de ser falha e passa a ser outras coisas.
Cuida de ti.
Sem imagem de perfil

De Rita a 06.04.2020 às 13:22

Olá Sarin, percebo o teu cansaço com a opinião dos outros, mas acho essa tua opinião também ela uma derrota. Há e haverá sempre gente que não pensa e está calada, gente que não pensa e fala, gente que pensa e está calada, gente que pensa e fala, gente que pensa que a gente não pensa devia estar calada e gente que pensa que a gente que pensa devia estar calada. Já concluí há muito que sempre assim foi e sempre assim será. :-) Bjs e boa Páscoa!!
Imagem de perfil

De Sarin a 06.04.2020 às 13:46

Olá, Rita :)
O meu cansaço são vários: o cansaço de ver as políticas educativas falharem; o cansaço de corrigir biografias na Wikipedia onde, em vez de factos, alguns colocam opinião; o cansaço de ver gente que quer ser informada acabar por ser manipulada, porque a notícia abre com a polémica e dá-se voz à polémica, e a justificação acaba por se perder entre o ruído; cansaço por ver que gente que não percebe do que fala insiste em falar colando wikiconhecimento com cuspo, e é desesperante ver como se enterram...
Porque quero que todos se expressem! Mas preferia que tivessem noção da diferença entre saber e achar que, e que os factos, só por serem factos, têm uma leitura imediata e pronto, acabou, está feito... :(
Por vezes sinto-me derrotada, sim, Rita - mas não é pela Democracia e sim pelas circunstâncias dos cidadãos :)
Beijocas, boa Páscoa
Imagem de perfil

De Sarin a 06.04.2020 às 13:48

Correcção: e os factos, só por serem factos, NÃO têm apenas uma leitura imediata e, pronto, acabou.

[a palavra a quem a quer]


Pág. 1/2




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D