Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Sarin - nem lixívia nem limonada

Um blogue irregular onde ideias e desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor. Não faltava onde escrever e opinar. Mas faltava o blogue. Pronto, agora já não.

Carta aberta ao Presidente Luís Filipe Vieira

Caro Presidente do Glorioso SLB:

 

O projecto que está a desenvolver é sólido, mesmo que os resultados desportivos no imediato, e especialmente este ano, não tenham sido o que desejávamos. O rumo está definido, o Clube é grande e é nosso -  e por isso o meu agradecimento.

 

Temos estado sob fogo cerrado, o que certamente também não permitiu as totais serenidade e entrega que seriam desejadas... 

Tem sido difícil lidar com tanta acusação, tanto achincalho, tanta maledicência. Tanto ódio!

Felizmente parece que quase todos optámos por questionar em sede própria o que temos a questionar, e muitos somos os que serenamente aguardamos que a Justiça explique o que há a explicar sobre tantos processos e tantas denúncias anónimas e tantas diligências judiciais.

Cujos resultados, até à data, permanecem no silêncio dos deuses - o que contrasta fortemente com o aparato mediático no início de cada diligência. E somos nós os acusados de ter toupeiras! Mas adiante.

Por esta serenidade entre adeptos e dentro do Clube, Parabéns a todos nós.

 

Todos nos sentimos magoados com a forma vil e descaradamente provocatória com que temos sido atacados por órgãos de comunicação social e por clubes adversários, ataques levados a cabo em nome das Instituições e não em nome pessoal - o que naturalmente nos leva a considerar feridas as relações institucionais mais elementares.

 

Também não me esqueço do aproveitamento e da satisfação que muitos no SCP tiraram dos nossos momentos de maior debilidade ao longo desta nossa  centenária vizinhança, o que lhes deslustrou indelevelmente os pergaminhos que sempre gostaram de se atribuir. Logo em 1907, ainda estava fresca a tinta dos estatutos do clube "para gente irrepreensível". E os Lampiões ficámos nós, o que só prova que nunca lhes faltou o humor.

 

Mas estão de rastos, agora. Não sei como estão as contas deles, e isso é um assunto deles - sim, também é nosso por causa do tal perdão, mas podemos esperar para perceber melhor essa história, se concordar; é que agora assistimos ao desmembramento da equipa principal, ao desrespeito pelos estatutos em praça pública, a uma cisão profunda entre Sportinguistas, caro Presidente Luís Filipe Vieira, e sinto um desgosto profundo por ver assim o nosso centenário  rival...

 

Se merecem? Ninguém merece.

Por muitas responsabilidades que os quase 90% dos sócios  e talvez ainda mais adeptos tenham, ninguém merece assistir ao desmoronamento de uma Instituição que, com virtudes e defeitos, faz parte da História das paixões desportivas. Da nossa História, afinal, desde aquele primeiro dérbi em Carcavelos - que, perdendo, nos fez crescer E Pluribus Unum!

 

Tenho no sangue a paixão de muitos Benfiquistas, 3 gerações antes de mim a manterem vivas as histórias dos jogos vistos ao vivo ou vividos no transístor ou imaginados  no jornal que chegava no dia seguinte quando a República era criança...

... como criança é esta geração depois da minha mas já a querer mais, a pedir mais, a vibrar mais por todas as gerações que a antecederam.

 

Não gostaria de ter que explicar aos mais novos que um dia sucumbimos à fraqueza e fomos iguais àqueles que nos feriram fora de campo.

 

Peço-lhe, Presidente, que pondere se valerá a pena manchar o nosso nome por vingança. Não vá buscar nenhum dos jogadores sportinguistas que agora rescindiram só porque podemos... Se se contratar algum, que seja porque tem espaço na nossa  equipa e no nosso espírito - e só depois de lhe percebida a vontade de jogar de Águia ao peito.

Assim, e só assim, me sentirei contente ao dar-lhe as boas-vindas.

 

Espero que o seu bom entendimento e a sua ponderação o façam suster aquilo que seria o primeiro impulso de quase todos nós, caro Presidente, e que assim mantenha sã a Alma da nossa equipa principal e do nosso Glorioso SLB.

 

Saudações Benfiquistas

E PLURIBUS UNUM

6 comentários

[A palavra a quem a quer]