Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



SE

Margarida Martins pensa que imigrantes que votam em candidatos vencedores devem voltar ao seu país.... Tem todo o direito de o pensar.

Publicou o que pensa no seu espaço pessoal numa rede social... Tem todo o direito de publicar o que quer no seu espaço pessoal.

Eliminou o que havia publicado... Tem todo o direito de eliminar o que publicou.

 

MAS

Margarida Martins ocupa um cargo público. No âmbito do qual valida atestados de residência.

Foi eleita e representa os cidadãos da sua autarquia, entre eles naturais de outros países residentes em Portugal.

Por algum motivo que não divulgou, eliminou o que publicou mas não retirou o que publicou.

 

PORTANTO

Margarida Martins não se envergonhou por ter publicado um postal que contradiz a matriz democrata que clama ser sua.

Não se envergonhou por ignorar parte dos cidadãos perante quem tem de prestar contas enquanto autarca, já não falando dos seus concidadãos que residem por esse mundo.

Não se envergonhou por ter desprezado elementares regras de urbanidade, como pedir desculpa quando e onde se falha mesmo que incipiente se sinta a responsabilidade ou a gravidade.

 

 AFINAL

Como coube uma tão grande falta de vergonha num postal em tudo tão pequenino?!

 

ENFIM 

Não é a primeira vez que pessoas com responsabilidades públicas falam e publicam irreflectidamente, quantas  vezes para satisfazer a tão na moda urgência em partilhar com o mundo.

Mas há irreflexões mais graves que outras, e tanto os gestores da coisa pública como os cidadãos têm o dever de analisar calma mas amplamente o que dizem e escrevem publicamente, assumindo a responsabilidade de exercerem o direito e usufruirem da liberdade de expressão. No caso, as responsabilidades que são políticas.

 

Já é tempo de sermos responsáveis e exigirmos responsabilidade efectiva a quem formalmente a damos. 

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 03:34

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.



6 comentários

Imagem de perfil

De Charlie a 31.10.2018 às 20:45

Todos temos o direito de publicar o que pensamos no nosso espaço pessoal numa rede social... mas mensagem racistas/xenófobas - como é o caso - não. Muito menos por quem está ali como representante dos seus eleitores e que deve defender o direito de equidade pela positiva. Isto de alguém que é presidente da junta com maior número de emigrantes do país. Cancelar o visto de residência a quem votou no candidato que não se gosta é a postura típica de quem a democracia é uma coisa maravilhosa, desde que dê o resultado que querem. Não sei se é impreparação para o cargo ou pura hipocrisia. Basicamente é mais uma de esquerda que tem dentro de si um Bolsonaro...

Guida gorda como é conhecida na noite lisboeta, tem um histórico de falta de ética e moral vergonhoso. Não sei como é que um partido a escolhe para sua representante (quero dizer, sei, mas não vale a pena comentar)
Imagem de perfil

De Sarin a 31.10.2018 às 22:55

Discordo veementemente do postal que Margarida Martins publicou.
Mas não acho que seja racismo - racismo seria apelar à expulsão de todos os brasileiros. Considero intolerância - apelo à ida dos que não comungam da sua opinião. Uma intolerância nada democrática, para mais...

Por outro lado, Margarida Martins nunca disse que iria cancelar ou promover o cancelamento de vistos ou autorizações de residência - e essa é uma interpretação que pode ser considerada abusiva, Pedro... "os brasileiros devem voltar" incita os brasileiros - e é muito distinto de "os beasileiros têm de voltar" ou de "os portugueses devem mandar embora" que, estes sim, incitariam à, ou sugeririam a, cassação de vistos.

O postal é uma crítica profunda às Margaridas Martins mas também à facilidade (por vezes leviandade) com que se propalam algumas opiniões/leituras - como se fossem factos. Devemos exigir responsabilidade política mas devemos ser precisos nessa exigência. Por muito que me apeteça crucificá-la, apenas a posso responsabilizar pelo que disse e não pelo que alguns interpretaram. Margarida Martins não apelou à cassação de vistos. E apesar de uma intolerância ser sempre intolerância, é importante não as misturarmos sob pena de perderem significado pela banalização ;)
Imagem de perfil

De Charlie a 31.10.2018 às 23:59

Não é leitura minha, a frase: " Deveríamos cancelar o visto de residência a quem votou no candidato (...)" foi uma resposta nos comentários do mesmo post da personagem que podia ser lido e que foi mencionado na impressa escrita (JN). Posso presumir que não tenha visto "in loco" o post - infelizmente não há direito de verificação, pois apagou o post ( vai-se lá saber porquê)

Parcial ou na totalidade colocar outro credo, raça ou ideal político na linha diferente de nós próprios é racismo/xenofobia, há quem lhe goste de chamar preconceito.

Guida gorda, preside à freguesia com o maior número de emigrantes do país (segundo dados da própria freguesia tem cerca de 32000 habitantes sendo 11 mil estrangeiros dos quais cerca de 1800 brasileiros, logo conhece a realidade, por isso fica ainda pior na fotografia com o que escreveu no facebook... e não é a primeira pérola que faz como presidente da freguesia, para além do seu longo historial de falta de ética e moral... nada de novo nela.

Mais uma de esquerda que se calhar tem um Bolsonaro reprimido dentro dela...
Imagem de perfil

De Sarin a 01.11.2018 às 02:12

Retiro assim a afirmação anterior sobre leitura errada - no que vi (apenas o postal, fotografado) não está patente tal afirmação nem nada permite tal leitura.

Xenofobia é o medo ou desprezo pelo estranho ao meio de quem olha, de quem avalia - normalmente culturas ou etnias distintas.
No caso, foram brasileiros - mas não por serem brasileiros e sim pelas opções políticas. Só seria/será xenofobia se a nacionalidade tiver contribuído para tal vontade de afastamento - mas MM nada disse sobre os que não votaram Bolsonaro, a esses não pensou negar residência, portanto a inferência de xenofobia vem de onde? Recorda-me isto aqueles membros ou defensores de minorias que, estando tão embrenhados na defesa das mesmas, se esquecem que alguns ataques a membros de minorias nada têm a ver com as características da minoria a que pertencem mas com as características individuais do visado: "não fui promovida porque sou mulher - não, não foste promovida porque não te esforçaste", "expulsou a utente do autocarro por ser cigana - a utente foi expulsa por ter provocado desacatos", "estão a rir-se de ti por seres gay e teres maneirismos - não, estão a rir-se porque imitei uma estupidez que vi a um fulano"... ... ...

Sobre a falta de ética, desconheço-lhe o histórico mas não alinho em acusações informais, cf já li algumas.

Ética é uma coisa, crime é outra - até pode haver ética entre ladrões :)
Imagem de perfil

De Charlie a 01.11.2018 às 12:19

Não vou entrar em filosofia num caso destes... chame o que quiser, o acto em si é hediondo.

Em relação à falta de ética e moral e crime - que também já praticou - recomendo o post que escrevi acerca da matéria em questão, para assim perceber o contexto.

https://itugga.blogs.sapo.pt/a-hipocrisia-da-gorda-do-fragil-67823

Se preferir nada como fazer uma investigação própria.

O que me choca é o ps, que está constantemente a pedir a cabeça de elementos de outras bancadas parlamentares - não é único - se sujeitar a tal personalidade..
Imagem de perfil

De Sarin a 01.11.2018 às 12:34

Não é filosofia, Pedro, é clarificar conceitos - o mau uso leva à banalização e esta facilita a assimilação, de tal forma que quando a coisa surge a sério já não choca...


Li o seu postal e comentários noutros, talvez na diagonal (como disse antes, a disponibilidade tem sido escassa) mas a ideia com que fiquei é que terão sido suspeitas nunca esclarecidas nem sequer levadas à justiça, e se assim for não comento nem ecôo.

Isso já não me choca, no PS ou noutros; o que me choca é tanta indignação "social" e continuarmos a ver votos nos mesmos sem que as plataformas civis sejam interventivas - activistas de sofá, portanto.

[a palavra a quem a quer]:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D