Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sinais de identificação

por Sarin, em 30.06.18

Há muita alma a acusar ou a recriminar ou a apontar os bloguistas e comentadores que, não usando o nome com que os registaram nem se identificando com fotografia, falam disto e daquilo, deste e daquele. E acusam ou recriminam ou apontam estas assim anónimas ou omissas figuras publicadas, talvez mesmo públicas, por usarem nickname e avatar como se escudos para posições mais polémicas.

Alguns assim será.

 

Não é o meu caso. Não tenho medo de dar a cara pelas minhas opiniões, não receio ser vista a defender as minhas bandeiras.

Apenas não gosto de fotografias.

 

Sobre o nickname, já expliquei em Nomes, nicknames e AnonimatoObras na estrada

Mas para que não me acusem de deixar um avatar dar a cara por mim (que, não por acaso, é muito mas muito menos  importante do que  este avatar) ficam as fotos. Dou ambas as faces, porque sou assim...

... com um sinal simétrico bem no meio de cada bochecha...

... e uma particular fotossensibilidade: pouca luzmuita Luz. Um Inferno :)

 

 

Snapshot_20110122_10.jpg

 

 

Snapshot_20110122_8.jpg

 

 

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 23:00

Traduzindo o Esperanto

por Sarin, em 17.06.18

[postal editado em 2019.09.15]

Perfil

Tenho um perfil com todos os campos preenchidos.

 

Não lhe chamaria perfil pois não traça um lado de mim, antes sugere pontos dispersos que, unidos, podem formar um esboço do que sou. Ao contrário de um perfil, traço definido e objectivo, este esboço depende dos pontos que exponho - logo, não inclui mas deixa espaço para todos os outros, e são esses outros que darão solidez ao meu perfil, ao conjunto de competências que tenho, boas ou más, nesta dupla função de ser cidadã e ser bloguista.

Este esboço depende ainda de quem liga os pontos; não estando numerados, o critério de ligação será de quem me lê, que os unirá de acordo com o seu entendimento. O esboço que traçar não me definirá - definirá o que vê em mim.

 

Assim, tenho um perfil. Ainda que não concorde com o termo.

 

 

Seguir Perfil

Não faço a mínima ideia do que seja ou para que sirva! [quase um ano depois... DESCOBRI!!]

Pensei que servisse para mandar alertas quando os bloguistas publicassem coisas novas... não serve.

 

Não que apreciasse esta funcionalidade de não procurar e antes aguardar que a mensagem me entrasse em casa: seria demasiado passiva para quem gosta de comunicar e entende a comunicação bidireccional como mais do que falar para ser aplaudido. Mas pensei que seria útil enquanto na procura de novas leituras com apreciação indefinida.

Depois de estabelecido o apreço, manda a decência que se ignore ou visite - quanto mais não seja para contrariar a inércia e evitar criar casulo. Portanto, tal funcionalidade seria usada por mim como registo de entradas no limbo dos blogues... Infelizmente, não é este o intuito de tal seguidismo.

 

Sigo o perfil daqueles bloguistas que me seguem e em cujos postais encontro vontade de os visitar.

Um destes dias pergunto-lhes para que serve seguir perfil... até lá faço como a formiga no carreiro.

 

 

Favoritos

Favorito é algo que merece destaque entre os destacados alvos do nosso apreço.

Concordaria com o termo se se pudessem  registar os postais dos outros sob vários graus: "favoritos", "para ler quando houver tempo", "para reler porque não percebi", enfim, uma miríade de possibilidades.

Nesta impossibilidade, pode haver favoritos que o deixem de ser muito rapidamente... o que não significa que os não aprecie. Favoritos ou não, são postais A Revisitar. Garanto que não sou de guardar  [guardar para mais tarde]  nada que me não retenha o olhar.

 

 

Dados Estatísticos

O número de seguidores e as visualizações podem ser importantes para quem deseje medir a sua preponderância como fazedor de opinião ou pretenda usar tais dados como vantagem negocial num qualquer processo publicitário.

 

Trabalho com dados estatísticos todos os dias e sob várias perspectivas. Sei como se podem manipular os valores. Vale o que vale, mas estes valem pelo que parecem e pelo que podem representar. 

Por outro lado, todas as opiniões são válidas, o que as suporta é que talvez não mas isso fica para debate. Se sustentar opinião equivaler a fazer opinião, ainda vá; mas havendo quem faça opinião então também há quem fique com a opinião feita, e isto soa a ruído de estática em qualquer tipo de comunicação. Perante a perspectiva, remota, de poder contribuir para a cristalização de opiniões, recuso a associação.

 

Posto isto, a estatística é importante  mas não tenho o mínimo interesse nas estatísticas do blogue. Deste ou de qualquer outro.

Mas estou interessada nos dados, estatísticos ou não, que quem vem queira trazer.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 03:00

Hábitos e costumes do burgo

por Sarin, em 16.06.18

Nenhuma conversa é proibida.

A oportunidade pode ser fortuita, mas o seu sentido é muito apreciado.

 

Nenhuma palavra é censurada.

Excepto as do AO90, em regime de auto-censura.

 

Nenhuma ideia é cerceada.

O que pode ser limitado é o campo para a aventar. Por questões de espaço no blogue e na integridade individual.

 

Nenhuma intolerância é admitida.

Com a notável excepção da intolerância à intolerância. Notável porque, sendo auto-imune, é uma questão de saúde pública e de higiene pessoal.

 

O aviso foi feito; quem continuar além deste ponto está por sua conta.

 

Seja bem-vindo quem vier por bem.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 00:00

Obras na estrada

por Sarin, em 15.06.18

O conceito deste blogue está em construção. Os atalhos serão contingentes e circunstanciais, não sádica intenção de trocar as voltas seja a quem for. Lamento o incómodo, mas vá lá que a empreitada permite ajuste directo ou a confusão seria maior - não é desculpa, apenas constatação.

 

Em construção com o conceito está também o blogue.

Que nasceu para evitar que a personalidade virtual morresse às mãos de outros que não esta que fala. Não numa morte matada mas numa agonia lenta de cópias e recópias de assinaturas mal paridas (há quem lhe chame bullying, eu chamaria assédio - mas não chamo porque foi só um grupito a tentar desestabilizar. Traquinices de tolos, portanto).

 

Mas, nascido o blogue, começaram a ficar por aqui recortes do que dizia noutros lados, apontamentos daquilo que ficou por dizer - uma forma simples de ir organizando ideias para outros debates, quando surgisse o tema algures.

 

Não se tratou de estrada projectada de raiz, foi mais o resultado de eliminar ervas num caminho particular que, inopinadamente, começou a ter circulação nos dois sentidos e se tornou público por usucapião:

Os primeiros comentários levaram-me a perceber que o blogue não era propriamente o meu caderno de notas.

Decidi cuidá-lo um pouco. Criar um conceito, adequar a imagem, organizar os textos, enfim, fingir que percebo disto depois de tantos anos a navegar, a comentar, a debater... mas não na blogosfera, onde circulava como leitora assídua mas comentadora residual. 

 

Claro que o nome do blogue - a assinatura de 20 anos de net - não liga muito bem com nada a não ser consigo mesmo; e agora, como meter dentro de um conceito aquilo que começou como alcunha, e depois traduzir-lhe coordenação imprimindo-lhe harmonia?

Faço um desvio para explicar que se trata de uma alcunha anterior à chegada da world wide web a Portugal. Foi lançada no rescaldo dos ataques no Japão, mas resulta da relação entre o meu nome e o meu tipo de humor - "desarmante",  chamo-lhe eu para suavizar o "imperceptível para muitos mas em cheio no sistema central" alegado por quem a estabeleceu, à relação. Que não confirmo nem desminto. Acrescento ainda que o sarin foi mais um fitofármaco ao qual exageraram a fórmula e que há quem estude estas coisas, mas este já é outro desvio.

Afirmo desde já que nunca responsabilizarei o alcunhador pelo imbróglio conceptual em que o blogue se encontra, até porque esta alcunha,  tal como o fitofármaco, não vingou; e se perdurou foi por obra do alcunhador mas graça devida a quem chamava Inzabel por Isabel. A quem também de responsabilidades insento.

 

Tornando ao conceito e ao blogue, tenho a certeza de que um dia encontro o eixo disto tudo.

Até lá, não me responsabilizo por perdas e danos em busca do sentido. Do blogue, mas também da vida.

 

p.s.: entretanto encontraram-me o conceito.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 23:30

Memorando do turismo

por Sarin, em 04.06.18

[postal editado em 2019.11.03]

Auxiliar de memória para a busca de postais em garrafas lançadas ao mar

 

* A negrito, as etiquetas de menu.

Agrupam os temas em 5 grandes dossiers. Votou-se por mais, mas o Bailio não permite. A Almoxarife passou-se, diz que só voltava ao burgo se lhe resolvessem a questão... a Menestrel entrou em pirueta e a Bobo pôs-se a cantar - o que seria grave se não se tratasse de acumulação de funções; a Almoxarife não aguentou o caos e resolveu os problemas. Tem mau génio mas a Menestrel e a Bobo gostam dela.

 

* A cor normal, as etiquetas temáticas.

A Almoxarife queria que fossem estes os dossiers, mas há limitações técnicas (ver acta anterior). Assim, votou-se por lhes chamar separadores... a Menestrel e a Bobo tiveram um não tão raro momento de concordância e ninguém se importou. 

 

* A laranja, as etiquetas temáticas obsoletas.

São etiquetas de separadores antigos. A Almoxarife é dada a mudanças e, como acumula com Menestrel, ninguém lhe faz frente quando se põe a arejar os canhenhos do burgo. Mantém as etiquetas obsoletas para lembrar como eram, e adicionou as novas etiquetas porque a mente da Almoxarife é mais organizada do que a mente da Menestrel. A Bobo acha piada a estas coisas e às vezes aparece para atrapalhar.

 

* Ausentes da lista abaixo, mas existentes nos postais

Há ainda as etiquetas normais às quais, vá-se lá saber porquê, normalmente chamam tags. São um isco para quem navega com carta de marear. A Bobo enjoa. Assim, apenas estavam etiquetadas instituições e locais, mas já nem isso... Sejam deste ou doutros burgos mais ou menos virtuais, os cidadãos mencionados nos postais levam um pregador com o nome pois no burgo rejeita-se por unanimidade atribuição de rótulos a pessoas - a Almoxarife leva isto um bocado a sério. Podem localizar o que quiserem recorrendo à caixinha automática que está afixada numa das ruas do burgo, não há necessidade de andar a esburacar lapelas por aí. Assim, tags por aqui só as que devem constar na carta de corso.

Quem quiser mais precisão que esta terá de usar astrolábio; a Menestrel não tem muita paciência para pesca à linha e deixa as coisas vogarem na maré do texto.

 

Advertência à data de construção do postal: se por acaso não bater a bota com a perdigota, é porque as mudanças ainda decorrem. A Menestrel já está cansada, mas a Almoxarife quer deixar o trabalho pronto hoje. Vá, amanhã. A Bobo disse 'tá bem e foi esperar Godot, que ficou de vir dar uma ajuda.

 

Anúncio: Dão-se alvíssaras a quem comunicar erros nas etiquetas e pregadores. Por outras falhas também. A Almoxarife garante analisar e passar para a Menestrel ou para o Bailio; para a Bobo é escusado, essa faz de propósito. Ou não...

 

0 coisas cá do burgo

0.1 blogonauta [no Blogosfério. indexa ligações a outros blogues e sítios]

0.2 coleccionadora [nos Códices d'Além. indexa postais e artigos de terceiros]

0.3 índex [na Carta de Corso. indexa postais dos desafios] 

 

1 cidadã do mundo

1.1 cidadania inteira é preciso

1.2 ecos do sistema terra

1.3 políticas cá dentro

1.4 políticas lá fora

economia social e solidariedade

políticas cá dentro e lá fora

 

2 artes e tentativas

2.1 ao som de

2.2 pausa para a dança

2.3 filmes na bagagem

2.4 livros na algibeira

2.5 outras artes

2.6 letras que não perdi

músicas e músicos

poemas e histórias que não perdi

 

3 da comunicação

3.1 das línguas portuguesas

3.2 outras línguas e linguagens

3.3 coisas da comunicação social 

comunicação e língua portuguesa

 

4 por estes dias

4.1 sociedade e vida modernas 

4.2 desporto (deve falar no benfica…)

4.3 governantes e outros vip

4.4 pessoas a recordar

4.5 datas memoráveis e outras que talvez

 

5 notas soltas (e algumas patetices)

5.1 amizade saudade e assim

5.2 vizinhança da rede [alguns ligam a Carta de Corso]

5.3 disparates e outros dislates

5.4 soltas por aqui

anónimos a recordar

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 02:39

Mapa do Burgo

por Sarin, em 04.06.18

O burgo é pequeno, basta seguir as setas.

Se se sentir perdido, a Almoxarife aconselha a que se sente e deite uma ou várias mensagens no marco do correio ou em garrafas* ao mar. Alguém lerá, alguém virá ao seu encontro - a Almoxarife ou a Menestrel. Também pode ser a Bobo. São a mesma pessoa, mas sabem comportar-se como se não. Na pior das hipóteses, adormecerá a aguardar resposta - mas recebê-la-á. Num prazo aleatório.

Antes de prosseguir a visita, talvez queira dar uma vista de olhos nos documentos de apoio que a Almoxarife sugeriu fazer. A Menestrel escreveu umas coisas, mas a chefe do turismo é a Bobo - a primeira acabou por desistir do assunto e foi cantar para outra freguesia.

 

Depois da visita, e se gostar do ambiente, pode nidificar. Não carece de autorização da Almoxarife; a Menestrel tentará acompanhar e a Bobo aparecerá se a chamar. Ambas as três gostarei de notícias suas.

      Sarin

 

Aviso à navegação - sobre o conceito do blogue. Levantamento do aviso  [editado em 2019.02.01]

Pelourinho - sobre a identificação da bloguista

Manual de sobrevivência - princípios orientadores do respeito pela liberdade de expressão

Sobre o dialecto - alguma terminologia própria da blogosfera e que é estranha à bloguista

O Turismo recomenda - os temas do blogue e a forma como estão organizados

Sobre meter postais em garrafas - o desespero de blogar via telemóvel  [editado em 2019.02.01]

Coisas da Bobo - explicação do desaparecimento dos postais marcados como Favoritos  [editado em 2019.09.15]

Manias da Almoxarife - explicação de um facto que, afinal, não se verificou (e portanto não é facto) [editado em 2019.09.15]

 

Seguindo as sugestões no Roteiro de Viagens, pode encontrar-se imediatamente noutros Mundos ou entrar em postais que se assemelham a guarda-fatos, embora não com a beleza e a mestria que C. S. Lewis deu ao seu. [editado em 2019.02.01]

 

Nota da Bobo: oS noMes dos aTalHos não correSpondeM aos nomEs Dos poStaIs. só para chatear.

* Não se aceitam postais directos, mas pode dar-se o caso de serem publicados alguns recolhidos na posta restante.

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 01:00

Nomes, nicknames e Anonimato

por Sarin, em 21.04.18

Quando há 20 anos comecei a comunicar na internet (correio electrónico excluído) os nicknames eram a assinatura. Havia euforia, desconfiança, e muita vontade de comunicar.

Ninguém sabia muito sobre "segurança de dados pessoais" - mas pelo menos eu tinha noção de que, então como agora, há malucos para tudo, e não me apetecia levar uma facada ou ter demonstrações de amor em plena rua apenas por dizer que não gosto de amarelo mas gosto do arco-íris.


Usei na rede um nome que não o meu - recuperado da universidade, de quando chegou a ser alcunha entre poucos, burilada do estranho cruzamento entre notícias de atentados, características pessoais e pronúncias de nomes, e um agradecimento a quem chamava Inzabel à Rainha Santa e a mim.

Sempre o mesmo, excepto quando perdi a senha e temporariamente fui Bluediva, ao fim de uns anos Sarin tornou-se não um outro Eu mas a minha assinatura digital.
Se inicialmente surgiu porque "era assim", sinal dos tempos, rapidamente ficou porque... colou-se-me :)
Não é vergonha, não é medo, não é timidez - é segundo nome e é natural porque naturalmente incorporado. Aqui usado, vivido e defendido.

Nada assino na rede como Sarin que não assine ou não assinasse com o nome-de-fora-da-rede. Porque sou apenas uma e tenho apenas uma personalidade; os meus valores, as minhas perspectivas e as minhas opiniões não se moldam ao canal usado para comunicar.

Todos temos nome - fora da rede, pelo menos. Mas assine o nome que consta no Registo Civil ou o que dispara alertas nos Echelon-nossos-de-cada-dia, só não serei anónima para aqueles cujos dias têm momentos comuns aos meus, só terei nome e com ele identidade no pequeno campo onde gravito.
Como todos nós - a órbita é que pode variar entre o umbigo e o Sol.


Ainda assim, sinto alguma urticária perante faltas de assinaturas - porque não sei se me dirijo ao sem-assinatura correcto, e porque, na ausência de identificação de autoria, dificilmente consigo estabelecer ligação ou coerência entre comentários de Outros, entre temas discutidos em comum. E a discussão perde consistência, o debate alargado fica reduzido ao imediato.


Claro que há assinaturas iguais, e claro que há usurpação de assinaturas. Nada mais fácil!
E mesmo que o estilo de escrita difira, as opiniões sejam contraditórias e a linguagem varie, todos podemos ser experimentalistas, incoerentes, inconsequentes nem que apenas por um dia - como garantir quem é quem pelo X?
E, mais uma vez, é o debate alargado que sai a perder.


Criar um blogue é o que mais se assemelha a ter Cartão de Cidadão nesta rede que virtual mas realmente nos liga. Mesmo que o nome que assino não coincida.
E eu seja uma anónima entre tantos.

Muito gosto, sou Sarin :)

[Cuidemos de todos cuidando de nós: Etiqueta respiratória. Higiene. Distância física. Calma. Senso. Civismo.]
[há dias de muita inspiração. outros que não. nada como espreitar também os postais anteriores]

Autoria e outros dados (tags, etc)

lançado às 13:35

Onde ideias-desabafos podem nascer e morrer. Ou apenas ganhar bolor.


Obrigada por estar aqui.




logo.jpg




e uma viagem diferente



Localizar no burgo

  Pesquisar no Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Cave do Tombo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D